Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terceiro suspeito do estupro coletivo se entrega à polícia

Raphael de Assis Duarte Belo, de 41 anos, que fez uma selfie com a vítima desacordada ao fundo, se apresentou nesta quarta-feira. Três permanecem foragidos

O terceiro suspeito de participar do estupro coletivo da adolescente C.B., de 16 anos, se entregou à polícia do Rio de Janeiro na manhã desta quinta-feira. Raphael de Assis Duarte Belo, de 41 anos, aparece em uma foto com a jovem desacordada e nua ao fundo.

Outros dois suspeitos foram presos na segunda-feira. Lucas Pedorno, de 20 anos, e Raí Souza, de 18 anos, foram levados para Cidade da Polícia Civil, na Zona Norte do Rio. Marcelo Miranda da Cruz Correa, de 18 anos, Michel Brazil da Silva, 20 anos, suspeitos de divulgarem as imagens da vítima na internet e o gerente do tráfico do Morro da Barão, Sérgio Luiz da Silva Junior, conhecido como Da Rússia, permanecem foragidos.

LEIA TAMBÉM:

A cultura do estupro e a cultura do silêncio: VEJA quer ouvir sua história

Estupro de jovem de 16 anos no Rio “está provado”, diz delegada

Na segunda-feira, a vítima entrou para o Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM), do governo federal, devido às investigações apontarem “ameaça gravíssima” contra a menor. Com isso, a responsabilidade pela adolescente passa a ser do Ministério da Justiça, que coordena o programa.

A advogada da vítima Eloísa Samy, que foi dispensada pela família na noite do último domingo, havia pedido para que o Ministério Público incluísse a jovem no programa alegando que Raphael de Assis tentava se aproximar da vítima para intimidá-la desde que o caso veio a público.

Na noite desta terça-feira, o acusado encaminhou uma carta à ex-cunhada que foi publicada na página Jacarepaguá Notícias no Facebook afirmando que não estuprou a menor. O suspeito afirma que socorreu a vítima e a ajudou a voltar para casa.

(Da redação)