Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mentor do assalto ao BC é baleado em tentativa de fuga

Antônio Jussivan Alves dos Santos, o 'Alemão', foi atingido durante troca de tiros enquanto tentava escapar da penitenciária de Pacatuba (CE)

Um dos mentores do maior roubo da história do Brasil, o assalto ao Banco Central de FortalezaAntônio Jussivan Alves dos Santos, de 50 anos, conhecido como Alemão, foi baleado na madrugada desta terça-feira enquanto tentava fugir da penitenciária de segurança máxima Francisco Hélio Viana de Araújo, em Pacatuba, na região metropolitana de Fortaleza (CE). 

Além de Alemão, outros dois detentos tiveram a fuga frustrada pelos agentes penitenciários e policiais militares —Antônio Carlito Avelino, de 50 anos, conhecido como Boi, também baleado na ação, e Paulo Laércio Pereira de Freitas, de 36 anos, de apelido Paulo Cabecinha.

Segundo a Secretaria da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus), agentes penitenciários perceberam, por volta de 1h20, que os detentos se dirigiam para a muralha do presídio. A direção afirmou que os detentos serraram as grades de ventilação das celas, cortaram grades que separam a carceragem da área externa e atiraram cordas feitas com lençol para escalar a muralha. Do lado de fora, pessoas dariam suporte à fuga com uma escada e um carro.  

 

Conforme a secretaria, os policiais que faziam a segurança deram um disparo de advertência. Com isso, os suspeitos ao lado de fora começaram a disparar contra a muralha, dando início a uma troca de tiros. Alemão e Boi foram atingidos. Além deles, um policial levou um tiro de raspão. Os detentos foram encaminhados ao Instituto Dr. José Frota. Alemão passou por cirurgia. Boi passa por exames. 

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, Fabiano de Souza da Silva, de 39 anos, foi preso  ao lado de fora da penitenciária com uma motocicleta furtada. Ele é suspeito de ter ajudado os detentos na tentativa de fuga. O homem foi autuado por receptação, mas poderá ser indiciado por outros crimes caso seja comprovada sua participação no grupo que tentava libertar os detentos.

Durante a manhã, a polícia localizou um veículo modelo Pajero abandonado na comunidade Babilônia, no bairro Castelão, em que foi encontrado um carregador de fuzil com 31 munições. A suspeita é de que o veículo, roubado no início do mês, tenha sido usada na ação na penitenciária. O carro foi levado para a delegacia e restituído ao proprietário. 

Segundo a Sejus, Boi está preso desde 2010 e responde pelos crimes de homicídio e roubo. Paulo Cabecinha está detido desde 2014 e responde por homicídio, roubo e receptação. Alemão, um dos cabeças do assalto ao Banco Central de Fortaleza, ocorrido em 2005, está detido desde 2010.  

Banco Central

Em uma manhã de sábado, em 6 de agosto de 2005, quatro homens atravessaram um túnel de 75 metros de comprimento e entraram no piso do cofre do Banco Central, no centro de Fortaleza (CE). Por três meses eles fizeram parte de um bando de 36 pessoas —a maioria homens—  que escavou o túnel a partir de uma casa na vizinhança, onde funcionava uma empresa de fachada. Sem disparar alarmes, dar um tiro ou despertar suspeitas, os assaltantes levaram 164,7 milhões de reais do BC, a maior parte em notas de 50 reais. O golpe só seria descoberto quarenta horas depois, na segunda-feira.