Veja Saúde: as dúvidas sobre o implante de silicone e o risco de câncer

Hematologista explica como identificar um tipo raro de câncer que ocorre em mulheres com prótese

Por Natalia Cuminale - Atualizado em 11 jun 2019, 14h39 - Publicado em 11 jun 2019, 06h00

No início do ano, a FDA, agência americana que regula medicamentos, informou ter recebido 660 notificações sobre os casos de um tipo raro de câncer associado ao uso de próteses de silicone. O linfoma anaplásico de grandes células costuma se desenvolver ao redor do implante mamário e não é identificado imediatamente. A agência afirmou, no entanto, que o risco, embora aumentado, ainda é baixo, e que não há dados suficientes para justificar a proibição dos implantes.

No programa Veja Saúde, a jornalista Natalia Cuminale entrevista o hematologista Celso Massumoto, do Hospital 9 de Julho, sobre o tema. O Brasil é o segundo maior mercado mundial de implantes mamários. Por isso, segundo Massumoto, é necessário conscientizar a população feminina sobre quais as formas de identificar esse tipo raro de tumor.

Semanalmente, o programa Veja Saúde recebe médicos e especialistas das mais variadas áreas para falar sobre qualidade de vida e cuidados com o corpo e a mente. O programa também tem a versão curta, em pílulas, sobre vários temas.

Publicidade