Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Como Veneza luta para acabar com as inundações na cidade?

Um problema que vem sendo agravado pelo aquecimento global

Por Da Redação 14 ago 2020, 18h37

Construída em cima de uma laguna de pouca profundidade no Mar Adriático, Veneza tem uma característica que a torna única, a de ser uma cidade totalmente entrecortada pela água. O aquecimento global, porém, vem tornando o diferencial um problema constante por causa das enchentes.

Nas duas primeiras décadas do século passado, foram registradas na cidade apenas cinco enchentes em que o nível da água ultrapassou os 110 centímetros. Neste século já foram 130 e, em novembro de 2019, Veneza encarou uma inundação de 187 centímetros, a pior dos últimos cinquenta anos.

A esperança para conter o problema, e livrar os visitantes de andar semi-submersos, é a construção de uma barreira na boca da laguna, que é, atualmente, a maior obra pública em andamento no mundo. Com as suas obras iniciadas em 2003, o Mose, Módulo Eletromecânico Experimental, deveria ter sido entregue há 12 anos. Com o atraso da obra, há o medo de que o aquecimento global deixe o projeto obsoleto em pouco tempo.

  • Publicidade