Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Bruna Lombardi: ‘Envelhecer é um privilégio’

Atriz fala sobre assédio, meio ambiente, política e suas novas empreitadas: influenciadora digital e roteirista da série 'A Vida Secreta dos Casais'

Por Raquel Carneiro Atualizado em 29 out 2019, 14h57 - Publicado em 8 out 2019, 10h53

Aos 67 anos, Bruna Lombardi soma uma prolífica carreira em diversas frentes. Começou a trabalhar aos 14 anos como modelo. Saltou para as novelas aos 20 e poucos. Comandou um programa de entrevistas. Abraçou o cinema nacional. Lançou dez livros. E hoje se divide entre influenciadora digital, com o site Rede Felicidade, e a série da HBO, criada e protagonizada por ela, A Vida Secreta dos Casais – que retorna para sua segunda temporada no domingo, 13.

Em entrevista a VEJA, Bruna fala sobre sua trajetória, do trabalho em família (a série conta com a participação de seu marido, Carlos Alberto Riccelli – com quem ela está há 40 anos – e do filho, Kim Riccelli) e da beleza exuberante que ostenta sem o auxílio de plásticas ou do famigerado botox. “A pele boa vem de uma vida vivida com inteireza”, diz, sorridente. “Tive grandes momentos de derrota e de vitória. Aprendi a nem me deslumbrar com um elogio, nem me amargurar com uma crítica.”

Sobre o passar do tempo, Bruna garante com leveza: “Eu acho envelhecer um grande privilégio, inclusive porque a outra opção seria não envelhecer. Não estar viva. E eu amo a vida. Envelhecer não é só um privilégio, como acho uma maravilha lidar com o tempo. O tempo é um grande mestre. Uma grande fonte de sabedoria.”

Avessa a temas políticos, a atriz e roteirista fez críticas ao trato dos governantes mundiais ao meio ambiente e ao momento de polarização. “Estamos mexendo com o futuro de um planeta. Vai chegar um momento que nem todo o dinheiro do mundo, nem toda a ganância do mundo, vai te comprar um copo d’água. Você não come dinheiro, não respira dinheiro”, diz. “O momento que estamos vivendo é de extrema polarização. Na extrema polarização não importa mais quem tem razão. Todos os extremos são perigosos. Os extremos levam à guerra. Venho de uma família que passou pela guerra”, conta ao se emocionar com a história dos pais durante a II Guerra na Itália — Bruna é filha do fotógrafo e cineasta italiano Ugo Lombardi e da atriz austríaca Yvonne Sandner. 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)