Clique e assine a partir de 9,90/mês

PF prende assessor de Temer e ex-governadores do DF

Operação Panatenaico investiga desvio de R$ 900 milhões das obras do estádio Mané Garrincha, para a Copa do Mundo de 2014. Acompanhe o ‘Giro VEJA’

Por Da Redação - Atualizado em 10 Dec 2018, 15h08 - Publicado em 23 May 2017, 12h42

A Polícia Federal prendeu, na manhã desta terça-feira, o assessor especial do presidente Michel Temer Tadeu Filippelli, do PMDB, e os ex-governadores do Distrito Federal Agnelo Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR).

A operação, batizada de Panatenaico, investiga o desvio de até 900 milhões de reais das obras do estádio Mané Garrincha, em Brasília, para a Copa do Mundo de 2014. Inicialmente, as obras custavam 600 milhões de reais, mas passaram para 1,5 bilhão de reais no final.

Publicidade