Clique e assine a partir de 9,90/mês

PF prende amigos de Temer

Advogado José Yunes, coronel Lima e outras três pessoas foram detidas nesta quinta-feira na Operação Skala

Por Da Redação - Atualizado em 10 dez 2018, 14h11 - Publicado em 29 mar 2018, 13h10

A Polícia Federal prendeu dois amigos do presidente Michel Temer em uma operação realizada nesta quinta-feira em São Paulo e no Rio de Janeiro. Foram presos o advogado e ex-assessor de Temer José Yunes e o coronel João Batista de Lima Filho, o coronel Lima. Os agentes da PF também cumpriram mandados de prisão contra o empresário Antonio Celso Greco, dono da empresa Rodrimar, que opera no Porto de Santos; o ex-ministro da Agricultura Wagner Rossi e o auxiliar dele, Milton Ortolan.
As prisões temporárias, ou seja, de cinco dias, foram expedidas pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, e autorizadas pelo ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal. Barroso é relator do inquérito que investiga se o presidente Michel Temer editou um decreto, em maio do ano passado, para beneficiar empresas do setor portuário em troca de propinas.
Yunes foi citado na delação premiada do doleiro Lucio Funaro como um dos operadores do presidente Temer.

Publicidade