Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Educador Nota 10: Matemática sem preocupação

Professoras de matemática mostram para seus alunos que a álgebra não é nem um bicho papão

Por Da Redação Atualizado em 28 set 2018, 18h08 - Publicado em 28 set 2018, 17h54

Elenir Novaes, professora de matemática da Escola Municipal Campos do Amaral em São Sebastião do Paraíso (MG), realizou o projeto ‘De cor e Salteado’ com seus alunos. Ela identificou que seus alunos estavam presos a um processo mecânico e se confundiam com a resolução de problemas matemáticos. A chave para resolver o problema foi o diálogo. Novaes trabalha com a memorização de resultados e deixa seus alunos montarem suas próprias estratégias para alcançar o resultado correto.

Ivonete Dezinho, professora de matemática na Escola Municipal Campos do Amaral em Naviraí (MT), realizou o projeto ‘ De pai para Filho’ com o intuito de fazer com que seus alunos entendessem que é possível calcular sem se preocupar com fórmulas. Para isso, pediu aos responsáveis pelos adolescentes para que os levassem a seus ambientes de trabalho. Além das estratégias de seus pais e avós, os estudantes descobriram que unidades de medida, juros, porcentagens, orçamentos domésticos, perímetros e áreas, dentre outros temas, são conhecimentos importantes no cotidiano profissional.

Com seus projetos, os docentes conquistaram seus lugares entre os dez melhores professores do ano pelo Prêmio Educador Nota 10,  promovido pelas fundações Victor Civita e Roberto Marinho. Agora eles disputarão o título de ‘Educador do Ano‘ na cerimônia que acontece no dia 1 de outubro, em São Paulo. No link da votação popular que abrimos esse ano, você poder ver o vídeo de cada projeto: https://fvc.org.br/votacao-popular/.

  • Publicidade