Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

‘Poder Executivo não implementa a educação’, avalia especialista

Angela Dannemann, CEO da Fundação Itaú Social, avalia que políticos discursam sobre educação no campo da lei

Por Da Redação 4 jun 2018, 09h00

A educação precisa sair dos discursos de políticos e partir para ações concretas. É o que avalia Angela Dannemann, CEO da Fundação Itaú Social. “Hoje a educação fica só na fala, não fica na ação. Temos esse problema no Brasil de ficarmos muito no discurso e não na execução. Esses políticos que você citou, Cristovam [Buarque, senador] e Darcy Ribeiro, vão mais para o Legislativo. Mas a lei é só uma parte, depois a política precisa ser implementada, e isso cabe ao Executivo. E os executivos que são eleitos não implementam essa política de educação”, avaliou a especialista, uma das entrevistadas no evento Amarelas Ao Vivo, que ocorreu na terça-feira, no Teatro Santander, em São Paulo.

Angela também falou sobre os esforços para engajar a sociedade em favor do avanço do ensino no país. Ela considera que os bons exemplos indicam a necessidade de pacto entre essas autoridades públicas, pais e professores podem transformar a realidade brasileira. “O Ceará, em 2007, decidiu colaborativamente entre o governo e sociedade, em um esforço coletivo, combater o analfabetismo com a participação de todos. Hoje, 2017, dez anos depois, o Ceará não tem mais problema de analfabetismo. E o que aconteceu? Foi um milagre?”, questiona.

Publicidade