Clique e assine a partir de 8,90/mês

O vigor da imprensa

A Editora Abril reafirma o empenho naquilo que constitui sua razão de ser: o jornalismo

Por Da Redação - 30 ago 2019, 11h43

Às vezes a imprensa se torna, ela mesma, o centro de uma notícia. Nos últimos dias, isso ocorreu duas vezes com a Editora Abril. Na segunda-feira, a EXAME premiou, no evento Melhores e Maiores, as companhias que se destacaram em 2018, com a presença do ministro Paulo Guedes. No dia seguinte, com mais de 90% de votos favoráveis, a assembleia dos credores do Grupo Abril aprovou o plano de recuperação judicial da empresa. Confiante na retomada do ambiente de negócios no Brasil e tendo superado a etapa de aprovação de seu plano de recuperação, a Editora Abril, com VEJA à frente, reafirma o empenho naquilo que constitui sua razão de ser: o jornalismo.

Uma ótima amostra disso está estampada na capa da semana, fruto de um grande trabalho de reportagem. Isso tudo é, sem dúvida, notícia. Uma boa notícia — não apenas para a empresa e seus funcionários, mas para a democracia brasileira.

Publicidade