Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

‘SimCity’ se moderniza para conquistar público jovem

O produtor do game que simula o gerenciamento de cidades explica como o título adotou novas técnicas para aprimorar mecânica de jogos e imagens

Por Renata Honorato 5 mar 2013, 15h17

SimCity é o jogo de simulação de gerenciamento de cidades mais tradicional do mercado. Sua primeira versão, desenvolvida pelo designer Will Wright, estreou em 1989. A última edição da série chegou às lojas em 2003. Agora, dez anos depois, finalmente a Maxis e a Electronic Arts lançam um novo jogo para dar continuidade à franquia. O novo game foi desenvolvido com base em uma engine gráfica (conjunto de códigos de programação) chamada GlassBox, que além de melhorar a experiência do jogador tornou o título mais realista e bonito. Em entrevista ao site de VEJA, Jason Haber, veterano do mercado que produziu o título, revela que a técnica fotográfica tilt-shift, que transforma cenários em maquetes, serviu de inspiração para toda a equipe de arte que trabalhou no desenvolvimento de SimCity. O game chega às lojas nesta terça-feira nas versões para PC e Mac. Confira a seguir a conversa com Haber.

Quais as principais diferenças entre os jogos anteriores e a nova versão de SimCity? Nesta edição de SimCity, apostamos na simulação de todos os elementos do jogo. Nos demais games da série, a simulação era estática e muito visual. Nesta versão, estradas, carros, distribuição de água, energia, tudo funciona de forma integrada, exatamente como acontece em uma grande cidade. Trata-se de um game on-line onde você não joga apenas uma partida, mas interage com outras cidades que estão na sua região. Sua decisão influencia toda a área.

Quais ferramentas do novo SimCity devem chamar a atenção dos jogadores novatos? Depende muito do tipo de jogador em questão. Os mais criativos, por exemplo, vão gostar dos recursos que permitem criar estradas sinuosas ou recriar cidades reais. Já os fãs da franquia vão preferir criar prédios personalizados, como os encontrados em grandes metrópoles. O novo SimCity permite a criação de cidades universitárias, industriais ou mesmo voltadas aos jogos de azar e cassinos, com as inspiradas em Las Vegas.

O novo SimCity permitirá também a personalização total dos prédios? Ao invés de criar prédios a partir de um único modelo, esse novo SimCity oferece diferentes bases de construção. Se na cidade há postos de bombeiros, por exemplo, os prédios da corporação terão garagens para os caminhões. Os jogadores não só poderão personalizar a cidade, como estarão aptos a personalizar todos os elementos que a compõem.

Por que o nome SimCiy e não SimCity 5? Desenvolvemos um projeto totalmente novo, cuja simulação é diferente das edições anteriores do jogo. A forma como o game se aproxima do público e chama a atenção dessa audiência mostra o que o SimCity quer representar nessa era moderna.

Por que a Maxis e a Electronic Arts não desenvolvem uma versão de SimCity para os consoles? Nosso foco foi desenvolver um game para PC e Mac. Essa é uma nova engine gráfica e é preciso fazer com que a experiência do jogador seja satisfatória em ambas as plataformas.

Continua após a publicidade

Como funciona o modo multiplayer do jogo? Há dois modos multiplayer. É possível jogar o Multi-City, onde várias cidades podem ser gerenciadas ao mesmo tempo. Dessa forma, o jogador pode viajar entre as cidades com diferentes propósitos, como fazer compras ou trabalhar. Ainda é possível compartilhar recursos como energia elétrica ou sistemas de distribuição de água, ambulância e segurança pública. No outro modo de jogo, os usuários podem participar de desafios entre diferentes jogadores e assim entrar em um ranking global.

É preciso estar conectado à internet para jogar SimCity? É necessário estar on-line. É esse suporte que permite que as cidades possam interagir entre si.

Por que a Maxis e a Electronic Arts decidiram desenvolver um novo jogo a partir do zero? Passamos os últimos dez anos desenvolvendo esse novo SimCity e a razão pela demora é que tínhamos a necessidade de ter certeza de que o jogo estava perfeito. Outra coisa que atrasou o lançamento foi a necessidade de implementar uma experiência de conectividade funcional ao jogo. Com as pessoas on-line o tempo todo, a conectividade era um recurso que precisava estar nesta versão.

Como SimCity pretende conquistar essa nova geração? SimCity é um jogo clássico de simulação de gerenciamento de cidades, com objetivos abertos, onde o jogador pode criar suas próprias metas. Há outros jogos de mundo aberto, como Minecraft, que têm feito sucesso entre os mais jovens. Esse novo SimCity foi desenvolvido para falar a língua desse público. Usamos as dicas da comunidade, composta por fãs do game, para melhorar nossa arquitetura e nosso planejamento de cidades. Isso nos ajudou a desenvolver um jogo capaz de agradar toda essa geração de novos entusiastas.

Os desastres naturais sempre agradaram os jogadores de SimCity. A nova versão aposta nisso? No SimCity, os desastres naturais fazem com que os jogadores se preparem para esses eventos – como no mundo real. Essa é uma característica da série e foi implementada também na nova versão.

É verdade que os jogadores terão de lidar com ataques zumbis? Os zumbis realmente aparecerão no game e isso é muito engraçado. Esse é, inclusive, um dos meus “desastres” favoritos. É muito legal e divertido salvar a cidade dessas criaturas (risos).

Em termos gráficos, o que é diferente no novo SimCity? Ele foi totalmente reconstruído com base nessa nova engine. Essa é a primeira grande transformação desde que SimCity passou a ser tridimensional. Nele, o usuário tem total controle sobre o ambiente e também pode usar as câmeras como bem entender. O jogo foi inspirado na técnica tilt-shift, que transforma fotografias em miniaturas. A sensação real é que tudo não passa de uma grande maquete -com a diferença de que o cenário pode ser manipulado.

Como funciona o recurso de compartilhamento nas redes sociais? O usuário capta vídeos enquanto joga e pode compartilhar esse material nas redes sociais.

Continua após a publicidade
Publicidade