Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Samsung apresenta Galaxy S6 e S6 Edge com recurso de ´carteira digital´

Concorrentes do iPhone 6 da Apple chegam em abril

Por Da Redação 2 mar 2015, 12h24

A fabricante sul-coreana Samsung apresentou na tarde de domingo, à véspera do ínício do Mobile World Congress 2015, em Barcelona, o smartphone de melhor configuração da marca, o Galaxy S6, e sua versão com tela curva, o Galaxy S6 Edge. Sem preço divulgado, ambos devem chegar ao mercado a partir de 10 de abril e contarão com o novo recurso de pagamento móvel direto pelo celular.

Desenvolvida pela recém-comprada startup americana LoopPay, a nova funcionalidade permitirá que os usuários paguem suas contas por meio de um toque do telefone sobre uma leitora de cartões de débito ou crédito. A funcionalidade é similar ao Apple Pay, da concorrente americana, mas com a vantagem de não requerer que os donos de estabelecimentos comprem leitores específicos para se comunicar com a tecnologia. Sua transmissão de dados é, afirma a Samsung, capaz de ser lida por 90% das máquinas convencionais.

Leia também:

Google acirra disputa com PayPal e Apple Pay pelo mercado de carteira eletrônica

Apple ficará com 0,15% de cada transação no Apple Pay

Outra novidade dos aparelhos está no design do produto: ambos deixaram para trás a traseira de plástico e ganharam uma estrutura de metal, mais rígida. O S6 Edge possui ainda uma tela que se expande pelas bordas. Segundo a companhia, deve custar pouco mais caro que o S6.

Na parte interior, os dois telefones possuem configuração idêntica: processador Samsung Exynos de oito núcleos, câmera traseira de 16 megapixels e uma frontal de 5 megapixels, 3GB de RAM e 32/ 64/ 128 GB de armazenamento – sem expansão via microSD. A tela, com a diferença da curvatura do S6 Edge, também é a mesma: AMOLED, de 5,1 polegadas e resolução de 2560 por 1440 pixels.

O lançamento é de grande importância para a Samsung, cujas vendas caíram no ano passado. De acordo com a consultora IDC, sua fatia de mercado mundial passou de 34% no início de 2014 para 20% no final do ano e sua liderança está ameaçada pela Apple. Os aparelhos devem chegar ao Brasil pouco depois do lançamento mundial. As cores que estarão disponíveis no país e as diferenças de preços entre os produtos ainda não foram divulgados.

Continua após a publicidade

Publicidade