Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar toma lugar de Messi como garoto-propaganda do app WeChat

Campanha na TV com o jogador brasileiro vai ao ar nesta segunda-feira. Em disputa, o mercado brasileiro

O atacante brasileiro Neymar colocou o argentino Lionel Messi, seu companheiro de Barcelona, no banco de reservas. A partir das 18h30 desta segunda-feira, o brasileiro assume a posição de garoto-propaganda da campanha mundial na TV do WeChat, aplicativo para smartphones que permite a troca gratuita de fotos, vídeos e textos do gigante chinês Tencent. Um dos objetivos é conquistar o mercado brasileiro e minar o mercado de seu maior concorrente no país, o app americano WhatsApp.

No país desde julho, o WeChat ganhará um perfil oficial do jogador brasileiro, a partir do qual os fãs poderão acompanhar fotos, textos e vídeos do atleta. “Neymar é um astro do futebol brasileiro e um ícone do esporte no mundo. É uma personalidade jovem e, sobretudo, muito influente entre o público do WeChat”, explica a chinesa Katie Lee, porta-voz do serviço. “Ele vai nos ajudar a dar maior visibilidade ao aplicativo. Esperamos que, nas próximas semanas, cresça a adesão entre brasileiros.”

Leia também:

Guerra dos apps de mensagens instantâneas: a briga por seu celular

Ainda não há dados precisos sobre o uso do app no Brasil. A empresa só diz que o programa tem 100 milhões de usuários fora da China e que, no Brasil, ele registra um dos crescimentos mais vigorosos. Atualmente, o WeChat está presente em mais de 220 países, ostentando o status de maior serviço móvel de mensagens instantâneas graças à ajuda da gigantesca população da China: 70% dos mais de 330 milhões de usuários residem no país asiático.

A estratégia do serviço chinês é minar os laços de fidelidade existentes entre os brasileiros e o WhatsApp, preferido por nove entre cada dez usuários de iPhone, segundo levantamento feito em agosto pela empresa de inteligência móvel Onavo. Para tanto, a companhia aposta em uma estratégia agressiva: só na América Latina, estima-se que a empresa gastará até o final deste ano mais de 200 milhões de dólares em publicidade.

Leia ainda:

WhatsApp inclui recurso de mensagem de voz

Para se diferenciar da concorrência, o WeChat reúne recursos de troca de mensagens, rede social, postagem de fotos, áudios e vídeos e salas de bate-papo. Há ainda um recurso inusitado: ao agitar o smartphone, um usuário pode encontrar outros usuários no mesmo ambiente.