Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Fotos de gatos na internet revelam onde vivem seus donos

Experimento da Universidade da Flórida reúne em um mapa global imagens geolocalizadas de felinos publicadas no Instagram e Flickr

Por Da Redação
22 jul 2014, 19h36
Gato novelo
Gato novelo (VEJA)

Por causa da popularidade dos gatos na internet, um professor da Universidade da Flórida decidiu fazer um experimento curioso. A partir de APIs (Application Programming Interface, ou interface de programação de aplicações) de serviços como Instagram, Flickr e Twitpic, o acadêmico reuniu em um mapa global fotos geolocalizadas de felinos que “entregam” onde vivem seus donos.

Segundo Owen Mundy, que estuda privacidade e compartilhamento de dados na internet, o projeto I Know Where Your Cat Lives (“Eu sei onde seu gato vive”) é uma forma de demonstrar como é fácil rastrear a origem de uma fotografia, o que deve servir de alerta para “status quo do uso dos dados pessoais por companhias pequenas e grandes corporações”.

Reprodução
Reprodução (VEJA)

Com base em imagens de gatos publicadas em serviços de compartilhamento de fotos, o sistema extrai coordenadas de latitude e longitude, informações que muitas câmeras registram – especialmente as dos smartphones. O mapa de Mundy exibe um milhão de fotos tagueadas com a palavra “cat”. A estimativa do acadêmico é que mais de 15 milhões de fotos de gatos ou relacionadas a felinos já tenham sido publicadas no Instagram, Flickr e Twitpic.

Reprodução
Reprodução (VEJA)
Continua após a publicidade

As fotos são exibidas em um mapa, mas não revelam um endereço específico – apenas a vizinhança. Segundo os dados do I Know Where Your Cat Lives, o Brasil é o quarto país com mais fotos de gatos publicadas na rede, atrás de Estados Unidos (1º), Rússia (2º) e Grã-Bretanha (3º). No ranking das cidades, São Paulo aparece na segunda posição, atrás somente de Nova York.

https://www.youtube.com/embed/lNpeTCEPrRk
Oskar, o gatinho cego

Oskar é um gatinho cego que foi adotado nos Estados Unidos. Os vídeos feitos pelos seus donos, que mostram o bichano brincando com bolinhas com sinos dentro, ganharam o YouTube e hoje Oskar e seu irmão adotivo Klaus figuram numa marca de produtos sustentáveis para pets. Parte das vendas feitas através da loja on-line é encaminhada a instituições de proteção a animais abandonados. 

https://www.youtube.com/embed/hPzNl6NKAG0
Maru, o gato das caixas

Maru é um gatinho japonês que virou sucesso instantâneo no YouTube. O meme surgiu na rede social em 2009, quando seu dono decidiu registrar em vídeos a paixão de Maru por caixas. Antes de encantar os usuários do YouTube, o bichano era estrela de um blog de fotografias chamado I am Maru. O felino já foi personagem de matérias em canais de TV, em jornais, como o The New York Times, e em blogs de cultura digital, como Boing Boing. 

Continua após a publicidade

https://www.youtube.com/embed/Q34z5dCmC4M
Henry, o gato blasé

Henry ganhou fama na internet depois de vencer o Internet Cat Video Film Festival, um festival de vídeos de gatos no YouTube realizado em Minneapolis, nos Estados Unidos, no ano passado. Na produção, Henry interpreta um felino francês entediado com a sua vida e cheio de questões existenciais. O sucesso na rede fez com que o gatinho blasé fosse parar numa página do Facebook. Seu vídeo ganhou outras sequências, como o Le Vet, o Politique e o L’Haunting

https://www.youtube.com/embed/J—aiyznGQ
Keyboard Cat, o gato cool

Fatso é o nome do gatinho que aparece no vídeo Keyboard Cat, um fenômeno do YouTube. A “performance” de Fatso foi registrada em VHS em 1984 pelo seu dono, Charlie Schmidt. No vídeo, publicado no YouTube em 2007, o gatinho aparece tocando um teclado. Infelizmente, o bichano não está mais entre nós. Segundo reportagem publicada no jornal The Guardian, o gatinho morreu em 1987, antes mesmo de se tornar popular em todo o mundo. 

Limecat
Limecat (VEJA)
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.