Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Em nova atualização, Bard agora está integrado a outros aplicativos

Google anunciou novas funcionalidades da ferramenta de inteligência artificial, que pode até checar informações -- mas só em inglês

Por Alessandro Giannini Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
19 set 2023, 07h00

Com apenas seis meses de idade, o Bard está crescendo a olhos vistos. E continua. O Google, que classifica o projeto como um “experimento”, lançou nesta segunda-feira, 18, mais uma atualização importante de sua ferramenta de inteligência artificial generativa. Agora, o chatbot está integrado com outros aplicativos e serviços da empresa, como o G-mail, o Drive e o Youtube, e desenvolveu uma forma de checar as informações dos resultados obtidos.

No entanto, essa integração é para poucos. Embora esteja disponível em mais de 40 idiomas e em mais de 230 países e territórios, o recurso da checagem só entende inglês, por enquanto. “Estamos trabalhando para que esteja disponível em português e outras línguas não-inglesas no mais breve período de tempo”, disse em uma apresentação o diretor de gerenciamento de produto, Patrick Kane.

Na nova atualização, o Bard é capaz de buscar informações e trabalhar, em tempo real, com base nas atividades do usuário no Maps, YouTube, Hotéis e Voos. Também é possível habilitar a interação entre o chatbot e o Gmail, Docs e Drive. Com as Extensões, porém, esse trabalho, dizem os executivos da empresa, ficará ainda mais fácil. Essas extensões estão habilitadas, por padrão, e será possível desabilitá-las sempre que necessário.

Por exemplo, ao se candidatar a um novo emprego, é possível pedir: “Encontrar meu currículo intitulado junho de 2023 em meu Drive e resumi-lo em um pequeno parágrafo de declaração pessoal”. A empresa avisa ainda que os dados do Google Workplace não serão usados para treinar o modelo público da ferramenta.

Continua após a publicidade

A ferramenta também terá, a partir de agora, a capacidade de verificar as respostas e desenvolver conversas compartilhadas com terceiros. Com o botão “Google it”, o usuário poderá verificar as respostas, aproveitando o trabalho do Google Research e do Google DeepMind. Quando uma afirmação puder ser avaliada, algumas frases se tornarão clicáveis e levarão a fontes que podem apoiar ou contradizer o que foi gerado.

Também será permitido estender conversas de outras pessoas com Bard. A partir de hoje, quando alguém compartilhar um bate-papo por meio de um link público, será poderá continuar a conversa e fazer perguntas adicionais sobre o tópico ou usá-lo como ponto de partida para suas outras ideias.

O Google também expandiu o acesso aos recursos existentes em inglês, como a capacidade de fazer upload de imagens com o Google Lens, obter imagens de pesquisa em respostas e modificar as respostas do Bard, para mais de 40 idiomas — incluindo o português.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.