Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Computadores irão conversar e aconselhar usuários até 2018

Previsão é da IBM, que anualmente divulga uma lista de cinco inovações que se tornarão acessíveis aos consumidores nos próximos cinco anos

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Segundo previsões da IBM, em um futuro próximo os computadores poderão conversar intimamente com as pessoas e até aconselhá-las no plano sentimental ou profissional. Se a empresa estiver correta, até 2018 serão possíveis casos como o do personagem do filme Ela, de Spike Jonze, vivido por Joaquin Phoenix, que se apaixona por um assistente pessoal nos moldes da Siri, que equipa os aparelhos iPhone, da Apple.

Leia também:

“Hospitais serão obsoletos em dez anos”, diz cientista da Intel

A empresa divulga anualmente uma lista de projeções para os próximos cinco anos. A deste ano se baseia no conceito da máquina inteligente (confira abaixo as cinco previsões).

De acordo com a IBM, os computadores do futuro vão processar uma enorme quantidade de dados e poderão interagir de forma pessoal com os usuários, ajudando-os a tomar todo tipo de decisão. A IBM afirma que até hoje somente um pequeno número de empresas e agências governamentais têm capacidade de mobilizar recursos financeiros e de computação para resolver problemas de alta complexidade. Nos próximos anos, contudo, essas máquinas poderosas estarão à disposição dos consumidores.

“Os computadores serão capazes de aprender e nos ajudarão a tomar a maior parte das decisões importantes das nossas vidas”, diz a companhia em comunicado. Não se trata de ficção científica, alerta a empresa. Já existe atualmente uma computação avançada o suficiente para o desenvolvimento de máquinas que possam aprender sozinhas. “No futuro, esses computadores atenderão às nossas necessidades”, explica a companhia.

Salas de aula inteligentes

As salas de aula do futuro terão a capacidade de aprender sobre cada aluno durante toda a sua vida escolar. Isso ajudará o sistema educacional a explorar as habilidades dos estudantes, identificar dificuldades e estimular os alunos para que eles alcancem seus objetivos. 

Compras em lojas físicas

Os varejistas vão poder explorar tecnologias cognitivas para oferecer em suas lojas físicas uma experiência única que não poderá ser replicada no ambiente on-line.

Mapeamento de DNA

Os computadores ajudarão os médicos a entender como uma mutação no DNA de um paciente pode se transformar em um câncer. Eles poderão recomendar às pessoas um coquetel de remédios para atacar da maneira mais eficiente o tumor. Isso fará com que cada tratamento seja personalizado.

Cidades inteligentes

Sistemas cognitivos instalados nas cidades do futuro irão aprender o que a pessoas precisam, gostam, fazem e como se locomovem de um lugar para o outro. Isso permitirá aos prefeitos gerenciar melhor as necessidades de seus cidadãos.

Guarda-costas digital

Sistemas de segurança digital analisarão dados, dispositivos e aplicações. Eles serão capazes de identificar padrões que podem ser precursores de ataques cibernéticos ou roubos de identidade.