Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

CES apresenta drones para brincar, fotografar e filmar

Pequenas aeronaves não tripuladas podem ser controladas por celular

Fabricantes de drones, aeronaves não tripuladas, demonstraram seus produtos para uso civil na Consumer Electronics Show (CES), uma das maiores feiras de tecnologia do mundo. O evento acontece até sexta-feira em Las Vegas, nos Estados Unidos. Ao contrário dos drones de uso militar, eles são destinados à recreação, além de realizar fotos ou filmes.

Leia mais

LG e Samsung exibem protótipos de TV com tela flexível

Audi lança tablet com Android para usar dentro do carro

Panasonic lança três TVs Ultra HD e abandona plasma

Os drones começaram a chamar a atenção após o uso da tecnologia pelos militares americanos. Nas empresas, o equipamento também é objeto de estudo. A gigante varejista Amazon apresentou recentemente planos para adotar drones na entrega de produtos comprados pela internet.

Durante a CES, a empresa francesa Parrot apresentou seu minidrone de brinquedo, que pode ser controlado com um smartphone. “Temos aviões civis e agora temos aviões de brinquedo”, diz Nicolas Halftermeyer, da Parrot, ao descrever o drone fabricado pela empresa como um dispositivo projetado para adolescentes.

Uma divisão da Parrot fabrica drones com asa fixa para cartografia e outros fins. A versão mini dessas aeronaves é tão pequena que cabe em uma só mão e foi criada para recreação. “Ele tem hélices de plástico que não oferecem perigo. Com quatro hélices, o avião pode se equilibrar automaticamente.”

Para uso em atividades mais sérias, o fabricante DJI, com sede na China, revelou sua linha de dispositivos voadores muito similares aos drones. “Nós preferimos chamá-los de sistemas aéreos”, diz Gabriel Chan, da DJI. Desenhados para tirar fotos aéreas, os dispositivos podem chegar a regiões de difícil acesso. Para Michael Perry, executivo da DJI, a companhia oferece “uma plataforma para que qualquer usuário possa criar vídeos aéreos incríveis”.

Ainda que estes dispositivos sejam usados predominantemente para tirar fotos pessoais e profissionais, Perry afirma que os drones da DJI também podem ajudar autoridades em operações de busca ou resgate. O dispositivo é capaz de voar 25 minutos e enviar imagens, assim como sua localização para um smartphone, que comanda a navegação. Também está programado para voltar para casa, se o dono perder o sinal de GPS.

(Com agência France-Presse)