Clique e assine a partir de 9,90/mês

Apple pede que site devolva protótipo de iPhone 4G

Por Da Redação - 20 abr 2010, 11h16

O descuido de um funcionário colocou a Apple em situação delicada. Gray Powell, engenheiro de software da empresa, perdeu o protótipo de um iPhone 4G em um bar na região de Redwood, na California. Para azar da companhia de Steve Jobs, o aparelho foi vendido por 5.000 dólares para o site americano Gizmodo, especializado em analisar produtos eletrônicos. A equipe do Gizmodo desmontou, literalmente, o celular, divulgou imagens e espalhou na internet os segredos até então guardados a sete chaves sobre a nova geração do aparelho.

O bar onde foi encontrado o celular, disfarçado cuidadosamente em um case de um iPhone 3GS, fica próximo à sede da Apple, no Vale do Silício. Para remediar a situação, Bruce Sewell, vice-presidente e conselheiro da Apple, enviou ao Gizmodo um comunicado solicitando que o iPhone fosse devolvido à companhia.

“Chegou ao nosso conhecimento que o Gizmodo está em posse de um aparelho que pertence à Apple”, disse Sewell na declaração. O pedido de devolução, que será atendido pelo site, reforçou a suspeita que o celular seria realmente um protótipo do iPhone 4G.

Em seu site, o Gizmodo exibiu mais de 15 imagens do aparelho. A equipe ainda listou características técnicas e as principais diferenças do protótipo para o 3GS, modelo atual. Confira abaixo:

Continua após a publicidade

– Case em cerâmica

– Visor menor, mas de alta resolução

– Câmera frontal para videoconferências

– Câmera traseira (lente maior) e suporte para flash

Continua após a publicidade

– Cartão microSIM, como o iPad, ao invés de um cartão SIM convencional

– Microfone secundário para a diminuição de ruído

– Botões de volume separados

– Botões de power, mute e volume em metal

Continua após a publicidade

O local do “crime” – Gray Powell, o engenheiro de software da Apple responsável pelo incidente, formou-se pela Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, em 2006. No dia em que perdeu o protótipo do iPhone 4G, ele comemorava seus 27 anos no bar alemão chamado The Gourmet Haus Staudt, conhecido pela variada carta de cervejas.

Numa situação dessas, esquecer o celular no bar não seria tão inesperado, não fosse o fato de que o telefone era o protótipo de um dos lançamentos da Apple mais aguardados para 2010.

A pessoa que encontrou o iPhone estava sentada próxima a Powell e só enxergou o telefone depois que alguém apontou para o banco onde o jovem engenheiro havia esquecido o aparelho. O novo dono do celular, então, reparou nas mudanças significativas do iPhone e o site Gizmodo, dias depois, o arrematou por 5.000 dólares.

Segurança – Até este episódio, a Apple tinha um histórico impecável de sigilo e segurança. Geralmente o que chegava à web antes de um lançamento eram fotos borradas ou alguma informação “sussurrada” por funcionários da empresa.

Continua após a publicidade

Todos os produtos em desenvolvimento, assegura o próprio Gizmodo, permanecem em locais fechados, protegidos por códigos de segurança que mudam a cada poucos minutos. O cuidado é tamanho que alguns protótipos permanecem constantemente presos nas mesas dos laboratórios. Escondidos nessas salas, os especialistas trabalham no hardware, software e desenho do produto separadamente, para que a divulgação de uma imagem completa do dispositivo seja impossível.

Balanço – Segundo o balanço divulgado nesta quarta-feira, o lucro da Apple no primeiro trimestre de 2010 teve aumento de 90% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita da empresa nos últimos três meses subiu 49%, para 13,5 bilhões de dólares.

Os resultados foram impulsionados pelo aumento das vendas do iPhone no ano passado, confirmou a empresa em seu relatório. O aparelho responde, atualmente, por 40% dos negócios da companhia. “Estamos satisfeitos em divulgar nosso melhor trimestre da história fora do período de festas”, disse Steve Jobs, co-fundador e executivo-chefe da Apple. Notoriamente obcecado pelo sigilo de seus projetos, Jobs por certo não ficou feliz com o incidente do bar de Redwood. Mas, a julgar pelo interesse que o protótipo perdido despertou, ele terá o que comemorar nos próximos trimestres de 2010.

Publicidade