Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

União Europeia deve aprovar vacina da Pfizer na próxima semana

A Agência Europeia de Medicamentos adiantou a reunião para decidir sobre a aprovação do imunizante para a próxima segunda-feira, 21

Por Giulia Vidale Atualizado em 15 dez 2020, 16h29 - Publicado em 15 dez 2020, 12h22

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês) deve aprovar a vacina contra Covid-19 produzida pela Pfizer em parceria com a alemã BioNTech na próxima semana. Nesta terça-feira, 15, a agência informou que a reunião do Comitê de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) para avaliação dos dados do estudo fase 3 foi adiantada para a próxima segunda-feira, 21. Inicialmente, o encontro estava marcado para 29 de dezembro.

“Após a recepção ontem a noite de dados adicionais solicitados pelo CHMP [sigla para Comitê de Medicamentos para Uso Humano] à empresa e enquanto se aguarda o resultado da sua avaliação, uma reunião excepcional do CHMP foi agora agendada para 21 de dezembro para conclusão, se possível. A reunião planejada para 29 de dezembro será mantida, se necessário. O CHMP irá concluir a sua avaliação o mais cedo possível e apenas quando os dados sobre a qualidade, segurança e eficácia da vacina forem suficientemente robustos e completos para determinar se os benefícios da vacina superam os seus riscos.”, disse a EMA em comunicado.

Assim que a CHMP recomendar o registro da vacina, a Comissão Europeia informou que irá acelerar o seu processo de tomada de decisão de forma a autorizar o uso da vacina em todos os países membros. Em entrevista à agência Reuters, uma fonte do governo alemão disse que a EMA tomaria uma decisão até a próxima quarta-feira, 23. “Sim, a [decisão da] EMA será realizada em 23 de dezembro”, disse a fonte à Reuters nesta terça-feira, 15. Se isso acontecer, existe a possibilidade de a população começar a ser vacinada ainda este ano.

No início de dezembro, as farmacêuticas Pfizer e Moderna pediram à EMA a aprovação de venda condicional para seus imunizantes para Covid-19 no bloco. Trata-se de um tipo de autorização emergencial, que requer um acompanhamento de resultados de estudos mesmo após a liberação de uso e venda. Inicialmente, o cronograma previa uma decisão para a vacina da Pfizer em 29 de dezembro. Para a vacina da Moderna, a previsão é de que o parecer seja dado até 12 de janeiro.

A União Europeia está sob crescente pressão para aprovar a vacina, após países como Reino Unido, Estados Unidos e Canadá terem concedido aprovações de emergência ao imunizante nas últimas semanas.

Continua após a publicidade
Publicidade