Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Covid-19: SP inicia vacinação de gestantes sem comorbidades na segunda

Capital paulista estima que nova etapa de imunização atinja 100.000 grávidas

Por Mariana Rosário Atualizado em 4 jun 2021, 11h09 - Publicado em 4 jun 2021, 11h01

A cidade de São Paulo passará a vacinar, a partir de segunda-feira, 7, as gestantes sem comorbidades acima de 18 anos. Trata-se de um grupo estimado em 100.000 pessoas.

“Há um quê especial, pois ali há duas, três vidas”, disse o prefeito do município Ricardo Nunes. O secretário de saúde do município, Edson Aparecido, informou que é necessário que essas grávidas apresentem uma autorização médica para que recebam a imunização.

Até agora — alinhada com o que define o Programa Nacional de Imunizações (PNI) — a cidade estava aplicando vacinas somente nas grávidas com comorbidades.

De acordo com definição do Ministério da Saúde, essas mulheres devem receber doses da vacina CoronaVac e Pfizer. Isso porque a vacina da AstraZeneca teve seu uso suspenso, em maio, após o relato de morte suspeita de uma gestante que recebeu o imunizante no Rio de Janeiro. O uso em outros públicos é liberado.

Continua após a publicidade
Publicidade