Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Falta de sono interfere mais na produtividade do que o álcool

Estudo realizado por pesquisadores da Grã-Bretanha descobriu que a falta de sono é uma das principais razões para a baixa produtividade no trabalho. Fatores como consumo de bebida alcoólica, tabagismo e alimentação não tiveram influencia significativa.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade Cambridge, na Grã-Bretanha, em conjunto com a Rand Europe, um instituto de pesquisa britânico, descobriu que a falta de sono é uma das responsáveis pela baixa produtividade no trabalho. Para surpresa dos cientistas, o consumo de bebidas alcólicas, o tabagismo e a alimentação não foram fatores tão relevantes para a produtividade.

A pesquisa analisou dados de 21.000 funcionários de empresas que participaram do concurso “A empresa mais saudável da Grã-Bretanha”. Os resultados mostram que aqueles que dormiam durante seis horas ou menos por noite foram notavelmente menos produtivos do que os participantes que dormiram entre sete e oito horas.

Leia também:

Dormir demais ou de menos aumenta o risco de derrame

Estudo explica relação entre pouco sono e diabetes

Outros fatores, como preocupações financeiras, problemas de saúde mental (como depressão), problemas musculoesqueléticos e falta de exercício físico também afetaram a produtividade dos trabalhadores.

Aqueles que se sentiram intimidados ou estavam sob prazos muito apertados eram menos produtivos. Shaun Subel, diretor de estratégia da Vitality Health, disse ao jornal americano Financial Times que o estudo mediu os efeitos de produtividade a curto prazo.

(Da redação)