Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Canabidiol demonstra eficácia para reduzir ansiedade de jovens em 50%

Estudo sugere que tratamentos com cannabis medicinal podem alcançar resultados em pacientes que não responderam às terapias convencionais

Por Diego Alejandro
19 set 2022, 13h05

Um estudo realizado por membros do Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro e outros órgãos, em diversos centros na América Latina, apontou que cerca de 30% dos pacientes com depressão no continente têm o tipo resistente, ou seja, não respondem aos tratamentos “convencionais”. Quando o assunto é ansiedade, a situação é ainda mais alarmante. Cerca de 50% das pessoas com ansiedade não conseguirão boas respostas com tratamentos convencionais. No entanto, uma pesquisa publicada no The Journal of Clinical Psychiatry, em agosto, sugere que tratamentos com o canabidiol (CBD), componente da planta Cannabis, podem diminuir a ansiedade em até 50% nos jovens.

A pesquisa foi realizada com 31 pessoas com idades entre 12 e 25 anos, todas que não tiveram sucesso com outras formas de frear o grau da ansiedade no organismo. Nesse contexto de dificuldade em se tratar esse grupo de pacientes, a cannabis medicinal se torna, então, uma opção com baixo risco de efeitos colaterais, com um bom perfil de segurança e resultados significativos.

Beatriz Szeles, de 22 anos, passou sete anos tomando remédios para combater ansiedade e depressão, mas só viu suas crises quase diárias diminuírem para um episódio por mês quando aderiu à terapia com cannabis medicinal.

A jovem viveu um relacionamento abusivo e para não expor seu filho, fruto da relação, se separou. Após o término e com o trauma sofrido, sendo mãe adolescente e ainda tendo que conciliar trabalho e estudo, desenvolveu depressão e ansiedade, que causavam paralisações na língua, o que a impedia de falar, além de crises de pânico, seguidas de enxaqueca, fraqueza e insônia. 

Continua após a publicidade

Em julho de 2022, começou o tratamento com cannabis medicinal e, desde então, a única crise que teve foi no dia 18 do mês de agosto – antes a média era de quatro a cinco episódios por semana. Beatriz conta também que ficou mais segura para se expor e socializar, pois seus medos psicológicos estão sumindo a cada dia do tratamento. Ela tem voltado a dormir normalmente e a sentir mais disposição no seu dia a dia.  

Só na Cannect, maior ecossistema de cannabis medicinal da América Latina, cerca de 80 pacientes com ansiedade, 90 com insônia e 20 com depressão fazem acompanhamento no programa Cannect Cuida, atendimento realizado por profissionais de saúde gratuitamente por quem adquire os produtos pelo marketplace.

Atualmente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) permite a importação de produtos derivados da cannabis, para o tratamento da própria saúde. Contudo, é necessário ter prescrição (receita) de profissional legalmente habilitado. A autorização permite que pessoas físicas ou seus representantes legais importem o produto por um período de dois anos.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.