Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Os candidatos à prefeitura de Macapá

Em áudio, postulantes que passaram ao segundo turno contam o que os diferencia do adversário

Por Laryssa Borges Atualizado em 10 out 2016, 17h26 - Publicado em 23 ago 2016, 13h07

CONCORREM NO 2º TURNO

Clécio Luís

Clécio, prefeito eleito em Macapá

Ex-professor da rede pública de ensino, Clécio, de 44 anos, foi líder comunitário, policial civil e secretário estadual de Educação. Vereador por dois mandatos, é o atual prefeito da cidade de Macapá.

Partido: Rede
Vice: Telma Nery (DEM)
Coligação: REDE, DEM, PPL, PSC, PT do B, PSDB, PC do B
Número: 18
Resultado no 
1º turno:  44.59%


 Principais realizações

• Com dois antecessores presos em operações da Polícia Federal, o prefeito e candidato à reeleição é reconhecido por melhorias nos postos de saúde públicos e no atendimento por meio dos programas Mais Médicos;

Regularizou o pagamento de salário dos servidores do município e a coleta de lixo na cidade, uma das capitais com menor índice de saneamento básico do país;

 É o primeiro prefeito de Macapá no século XXI a não ser preso em uma operação da Polícia Federal.

Principais problemas

Não construiu creches, como havia prometido na campanha de 2012;

Não deu continuidade às obras do Hospital Metropolitano de Macapá, projeto alvo da Operação Pororoca da Polícia Federal e suspeito de integrar um esquema de fraude em licitações de obras federais no estado.

• • •

Gilvam Borges

Ex-deputado federal e ex-senador, candidatou-se também ao governo do Amapá. Aliado do ex-presidente José Sarney e um dos principais apoiadores da eleição do governador Waldez Góes (PDT) em 2014, é considerado caricato por fazer campanha usando sandálias, um lenço verde no pescoço e um cajado. Tem 58 anos e ascendência política sobre quase metade das prefeituras do Amapá.

Partido: PMDB
Vice: Adiomar Veronese (Pros)
Coligação: PMDB, Pros, PDT, PPS, PTN, PSD, SD
Número: 15 
Resultado no 1º turno:  26.37%

 

 

 

• • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • • •

CANDIDATOS DERROTADOS NO 1º TURNO

Aline

Partido: PRB
Vice: Profº Marcio Costa (PTB)
Coligação: PRB, PTB, PP, PSL, PR, PSDC, PRTB, PMB, PRP
Número:10
Resultado no 1º turno:  11.89%

Aline Paranhos Varonil Gurgel está no primeiro mandato como vereadora e em 2014 foi candidata a vice-governadora. Ocupou a presidência da Comissão Tributária Financeira da Câmara de Vereadores.

Qual será sua primeira medida se assumir a prefeitura? Como implementá-la?

Principais realizações

 Teve aprovado projeto de sua autoria que institui a lei de incentivo à doação de medula óssea

Continua após a publicidade

Principais problemas

 

 É apontada como uma candidata de baixa experiência política. Está no primeiro mandato como vereadora. Em 2014, disputou, sem sucesso, o cargo de vice-governadora do estado.

Nas eleições tenta se desvincular do cunhado e deputado federal Vinícius Gurgel (PR-AP), aliado do ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) que havia tido a assinatura falsificada no Conselho de Ética para beneficiar o peemedebista.

• • •

Promotor Moisés

Partido: PEN
Vice: Raquel Capiberibe (PMN)
Coligação: PEN, PMN, SD, PTC
Número:51
Resultado no 1º turno:  7.16%

Moisés Rivaldo Pereira, de 54 anos, já disputou cargos de deputado federal e senador, sempre sem conseguir se eleger. Promotor de Justiça por 22 anos, se aposentou voluntariamente do cargo em 2014.

Qual será sua primeira medida se assumir a prefeitura? Como implementá-la?

• • •

Genival Cruz

Partido: PSTU
Vice: Ingrid Rayana (PSTU)
Coligação: Não fez coligações
Número: 16
Resultado no 1º turno:  5.27%

Motorista de 36 anos, disputa pela terceira vez um cargo majoritário no Amapá. Filiado ao PSTU desde 2002, é maranhense e tem formação em técnicas de enfermagem.

Qual será sua primeira medida se assumir a prefeitura? Como implementá-la?

O candidato não foi encontrado para se pronunciar.

• • •

Ruy Smith

Partido: PSB
Vice: Lu Albuquerque (PSB)
Coligação: Não fez coligações
Número: 40
Resultado no 1º turno:  3.71%

Engenheiro mecânico de 57 anos, foi deputado estadual por dois mandatos, diretor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e do Departamento de Transportes do Estado (Detrap). Presidiu a Companhia de Água e Saneamento do Amapá (Caesa).

Qual será sua primeira medida se assumir a prefeitura? Como implementá-la?

• • •

Dora Nascimento

Partido: PT
Vice: Dayanne Lima (PHS)
Coligação: PT, PHS
Número: 13
Resultado no 1º turno:  1.02%

Geógrafa e ex-vice-governadora, Doralice Nascimento de Souza lançou sua candidatura sem amplas coligações serve para não desagradar aliados no processo de impeachment de Dilma Rousseff.

Qual será sua primeira medida se assumir a prefeitura? Como implementá-la?

Procurada, a candidata não quis se pronunciar.

 

Continua após a publicidade
Publicidade