Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Paulo Roberto Costa fecha acordo de colaboração com FBI

Primeiro delator da Lava Jato agora também vai cooperar com as autoridades americanas

Por Da redação Atualizado em 21 nov 2016, 13h28 - Publicado em 21 nov 2016, 13h25

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa firmou um acordo de colaboração com o FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos. A assessoria de imprensa da defesa de Costa confirmou ao site de VEJA a informação, revelada pelo jornal Folha de S. Paulo na edição desta segunda-feira, mas não passou mais detalhes sobre o processo.

Paulo Roberto Costa foi o delator número 1 da Operação Lava Jato. Condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, ele cumpre prisão em regime aberto desde outubro deste ano. Indicado ao cargo pelo PP, o ex-diretor da estatal citou 28 deputados e senadores como beneficiários do esquema do petrolão em seu acordo de colaboração com autoridades brasileiras. Agora, ele também deve fornecer depoimentos e documentos à Procuradoria americana. 

Nos Estados Unidos, a Petrobras é alvo de uma ação coletiva movida por acionistas que pedem bilhões de dólares por perdas relacionadas ao esquema de corrupção desvendado na Lava Jato. Em agosto, a Justiça americana atendeu a um recurso da estatal brasileira e suspendeu o processo por tempo indeterminado.

 

Continua após a publicidade

Publicidade