Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Marta dispara novamente e prenuncia crise com Congresso

Por Da Redação 2 fev 2015, 11h19

No dia seguinte à eleição de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para a presidência da Câmara, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) voltou a disparar sua artilharia contra o próprio partido – e contra o governo da presidente Dilma Rousseff. Em seu perfil no Facebook, a petista creditou a derrota do governista Arlindo Chinaglia ao intervencionismo “indevido e atrapalhado” do Planalto.

“Sob a batuta do estreitamento e da falta de sensibilidade, o PT submeteu-se a uma derrota inusitada na eleição da mesa da Câmara dos Deputados. O intervencionismo do governo, indevido e atrapalhado, impôs a si próprio o papel de perdedor antecipado. Prenúncio de crise e dificuldades com o Congresso Nacional”, diz a nota. Marta tem criticado duramente a presidente Dilma, sobretudo em relação à condução da política econômica. Suas declarações explosivas têm pavimentado a saída da senadora da legenda. (Carolina Farina, de São Paulo)

Leia também:

PT versus PT: o que importa mesmo é o projeto do poder

Marta volta a criticar Dilma: ‘Faz a vaca engasgar de tanto tossir’

Marta ataca Dilma e o partido: ‘Ou PT muda ou acaba’

Continua após a publicidade
Publicidade