Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Arthur Lira e o medo de traição na disputa à Presidência da Câmara

Aliados do deputado alagoano já fazem cálculos de possíveis reações na sucessão de 2025

Por Marcela Mattos Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO 23 jun 2024, 15h17

Enquanto planeja eleger um aliado com o aval de mais de 400 deputados, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), também coloca na balança a possibilidade de uma debandada entre candidatos gerar um duro revés na disputa pela sucessão de seu mandato.

O nome preferido de Lira para comandar a Câmara a partir de fevereiro de 2025 é o do deputado Elmar Nascimento (União-BA), de quem é amigo há mais de uma década e mantém proximidade dentro e fora da política. Uma vitória de Elmar é vista como uma maneira de o deputado alagoano manter influência no Legislativo.

Nos últimos meses, Elmar Nascimento vem fazendo acenos ao governo e à oposição em busca de ampliar o seu leque de apoios. Nos bastidores, porém, ainda há resistência ao nome dele por parte do PT e do Palácio do Planalto, que alegam não ter confiança no parlamentar.

Sabendo disso, aliados do presidente da Câmara fazem cálculos e já lhe apresentaram o receio de que uma união de forças entre outros postulantes isole o candidato dele – acarretando, de tabela, uma derrota pessoal de Lira.

Também pleiteiam a cadeira de presidente os deputados Marcos Pereira (Republicanos-SP) e Antônio Brito (PSD-BA) – outros nomes, como o de Hugo Motta (Republicanos-PB) e Doutor Luizinho (PP-RJ), são apontados como possibilidades no caso de esses dois não vingarem. Já Isnaldo Bulhões (AL), líder do MDB que indicou interesse em entrar na disputa, é apontado como um nome que dificilmente seria chancelado, dada a sua proximidade com o senador Renan Calheiros (MDB-AL), de quem Lira é adversário.

Continua após a publicidade

Rompimento no radar

O receio apresentado a Lira é o de que a indicação do nome de Elmar Nascimento gere uma reação por parte dos outros aliados e leve à união entre o MDB, o PSD e o Republicanos em torno de um “plano B”. Por essa análise, se o PT e o governo encamparem esse outro candidato e forem acompanhados pelo conhecido “fundo do plenário”, como os deputados de baixo clero são localizados, há uma grande chance de vitória.

Dentro do governo, o nome do líder do PSD, Antônio Brito, é apontado como mais palatável. Ele esbarra, porém, na resistência de lideranças do Centrão, que veem o presidente do partido, Gilberto Kassab, ganhando força no Senado e na disputa às prefeituras e não querem que ele avance também sobre a Câmara.

Sabendo de todas as possibilidades na mesa, Lira tenta conter os danos. Ele já afirmou ao presidente Lula que vai apresentar a ele o nome de seu indicado – e, caso não tenha o aval palaciano, uma alternativa será estudada.

O presidente da Câmara também indicou que vai apresentar ainda em agosto, antes do início da campanha para as eleições municipais, o deputado que apoiará para comandar a Casa. A medida, dizem seus aliados, é justamente uma forma de avaliar a reação ao nome e tentar reverter eventuais insatisfações de deputados e partidos que ficaram pelo caminho.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.