Clique e assine a partir de 8,90/mês

A ‘volta ao mundo’ da Odebrecht com dinheiro do BNDES

Por Da Redação - 24 jun 2015, 12h05

Os policiais federais apreenderam, cumprindo mandados de busca na Odebrecht Latin Finance, documentos sobre diversos contratos da empreiteira financiados com dinheiro do BNDES em países como Cuba, Equador, Guatemala, Moçambique, República Dominicana, Argentina e Angola. Na papelada, há registros das estruturas de financiamento à exportação do projeto do Porto de Mariel, em território cubano. Os documentos podem servir para os investigadores detectarem possíveis irregularidades da construtora, alvo preferencial da última fase da Lava Jato, na obtenção de crédito no banco de fomento, mas também acende um sinal de alerta no governo. É que, paralelamente à Operação Lava Jato, a Procuradoria da República do Distrito Federal investiga se o ex-presidente Lula praticou tráfico de influência ao negociar contratos em favor da empresa em viagens, pagas pela empreiteira, para países da América Latina e da África. Nesse contexto, o MP quer apurar ainda a atuação de Lula na concessão de empréstimos pelo BNDES e saber as circunstâncias em que o petista viajou, às custas de empresas, para intermediar transações. Um dos acompanhantes frequente de Lula nessas viagens era o executivo Alexandrino Alencar, ex-diretor da Odebrecht preso temporariamente na 14ª fase da Operação Lava Jato. (Laryssa Borges, de Curitiba)

Publicidade