Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Um guia detalhado sobre a volta do Campeonato Espanhol

'La Liga' voltou nesta quinta depois de três meses de paralisação, e PLACAR detalha como será o reinício da disputa acirrada pelo título

Por Danilo Monteiro Atualizado em 11 jun 2020, 20h29 - Publicado em 11 jun 2020, 20h24

Após três longos meses, o Campeonato Espanhol de futebol voltou nesta quinta-feira 11, quando o Sevilla venceu o Real Bétis por 2 a 0, em casa, pela 28ª rodada da competição – faltam agora dez rodadas para o fim da competição. A Espanha foi o segundo país europeu mais atingido pela pandemia de coronavírus. Apesar do elevado número de casos de Covid-19 e milhares de mortes, o fechamento total do país por quase dois meses e o relaxamento em fases permitiu que atividades não-essenciais voltassem antes do previsto.

Para garantir a segurança na volta do futebol, os clubes precisam cumprir à risca um rígido protocolo sanitário. O modelo é bem parecido com o alemão, que teve sucesso na retomada da Bundesliga na metade do mês passado. Os jogadores foram testados e as equipes começaram os treinos individuais em abril, cumprindo a primeira parte do protocolo. Os treinos coletivos foram iniciados no dia 1º de junho, quando ainda não havia uma data de retorno do campeonato.

A vitória do Sevilla mostrou um pouco do que está por vir em La Liga, com torcida ‘virtual’, série de recomendações e até vibração empolgada dos jogadores para as câmeras das arquibancadas, como se estivessem comemorando com seus torcedores. PLACAR elaborou um guia detalhado com os destaques da volta do Campeonato Espanhol, do protocolo à briga pelo título. Confira abaixo:

1. Testagem

Os jogadores passarão por testes preventivos de Covid-19 um dia antes de cada partida. Os sintomas também serão monitorados no estádio, quando os atletas, funcionários e imprensa terão suas temperaturas medidas ao entrar. Caso um jogador teste positivo, ele será isolado em quarentena voluntária.

  • 2. Quarentena

    Os atletas e membros da comissão técnica ficarão confinados em um hotel durante a realização do campeonato. Quem “furar” a quarentena, será suspenso preventivamente do jogo e dos treinamentos, como aconteceu com o lateral português Nelson Semedo, que foi flagrado em uma festa com cerca de 20 pessoas na última segunda-feira e foi afastado pelo Barcelona.

    3. Estádio

    Cada clube tem um ônibus específico para levar atletas e comissão técnica para os jogos. Ao chegar no estádio, eles só poderão frequentar a Zona Verde, onde estão os vestiários e outras salas, destinadas a um total de 94 pessoas – 46 jogadores e o restante composto por funcionários dos clubes. A Zona Azul abriga arquibancadas, tribunas e outras instalações, onde cerca de 105 pessoas, alguns funcionários de clubes e da La Liga, poderão transitar. A Zona Vermelha fica na área externa dos estádios, onde apenas 30 pessoas podem ficar.

    4. Entrevistas

    As entrevistas coletivas e zona mista serão feitas virtualmente, para evitar o contato com pessoas que não estejam de quarentena. Apenas um número reduzido de jornalistas será autorizado a participar presencialmente das entrevistas, mas respeitando a distância para os jogadores.

    Continua após a publicidade

    5. Novas regras

    O Campeonato Espanhol seguirá a recomendação da Fifa e disponibilizará cinco substituições para cada time durante o jogo, visto que os jogadores não estão no auge físico após a paralisação. Os times também terão duas pausas para hidratação, uma no primeiro e outra no segundo tempo.

    6. Medidas de higiene

    Os funcionários de clubes e do estádio terão de usar máscaras e luvas durante a realização da partida. Antes do apito inicial, os jogadores e os árbitros precisarão lavar as mãos com álcool em gel. Além disso, os jogadores são instruídos a evitar contato direto, como apertos de mão e abraços ao comemorar gols. As bolas serão desinfectadas no intervalo e ao final de cada partida.

    7. Torcida ‘virtual’

    Os clubes reproduzirão nos alto-falantes dos estádios os cantos de suas torcidas durante o jogo, como uma forma de suprir a ausência de público e o ambiente monótono. Na estreia, o Sevilla usou a tecnologia para preencher graficamente o vazio nas arquibancadas, apesar de o método não funcionar em replay de lances e em ângulos de outras câmeras.

    8. El Clásico

    A volta do Campeonato Espanhol trará o desfecho da luta de Real Madrid e Barcelona pelo título. Até a paralisação, o Barcelona liderava La Liga com 58 pontos, dois a mais que os arquirrivais. O time catalão, no entanto, atravessa grave crise política, que pode atrapalhar no desempenho da equipe dentro de campo. O Real, por outro lado, tenta recuperar o bom futebol depois da saída de Cristiano Ronaldo. A equipe poderá contar com a volta do belga Eden Hazard, que ainda não mostrou a que veio por causa de uma série de lesões. Os brasileiros Rodrygo e Vinicius Júnior também são atração no time de Madri.

    9. Disputa pela Champions League

    Com Real Madrid e Barcelona praticamente garantidos, restam apenas duas vagas para a Liga dos Campeões. Sevilla, Getafe, Real Sociedad, Atlético de Madri e Valencia disputam ponto a ponto um lugar na competição europeia. Antes da paralisação, o Getafe, 4º colocado, era a grande surpresa e o Atlético, 6º, a grande decepção, mas uma pausa de três meses torna a retomada completamente imprevisível.

    10. Como assistir

    O Campeonato Espanhol tem transmissão da ESPN e Fox Sports no Brasil. As duas emissoras transmitirão quatro jogos da primeira rodada na TV fechada, mas disponibilizarão o restante das partidas da 28ª rodada em seus aplicativos.

    Continua após a publicidade
    Publicidade