Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Torcedores do Santos entram em confronto com a PM

Santistas ficaram revoltados após a eliminação da Libertadores diante do Barcelona

O entorno da Vila Belmiro viveu cenas de selvageria na noite desta quarta-feira, após a eliminação do Santos diante do Barcelona, do Equador, pela Copa Libertadores. Após a derrota por 1 a 0 nas quartas de final, torcedores santistas entraram em conflito com a Polícia Militar nos arredores do estádio. A PM interveio com bombas de efeito moral e gás de pimenta.

A confusão depois da partida obrigou o Santos a fechar os portões da Vila por alguns minutos, segurando dentro do estádio parte da torcida que ainda não havia deixado as arquibancadas. A fumaça gerada pelas bombas lançadas pela PM chegou a entrar na arena durante o tumulto.

Além de brigar com a polícia, alguns torcedores atiraram pedras em direção ao ônibus do Santos, que foi danificado. Já na parte interna da Vila Belmiro, um grupo ainda tentou invadir o vestiário santista, mas não conseguiu.

O confronto só foi controlado após cerca de 20 minutos, o que possibilitou que os portões fossem reabertos para que o público pudesse, enfim, retornar para casa com alguma tranquilidade.

Sob clima de pressão, o Santos volta a campo no próximo sábado, às 21 horas, quando vai receber o Atlético Paranaense, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Partida Santos e Barcelona de Guayaquil pela Libertadores - 20/09/2017

Jogadores do Barcelona celebram classificação na Vila Belmiro (Paulo Whitaker/Reuters)

(com Estadão Conteúdo)