Clique e assine a partir de 8,90/mês

Técnico Vanderlei Luxemburgo deixa o Palmeiras

Treinador não resistiu à terceira derrota seguida no Brasileirão e acabou demitido

Por Da Redação - Atualizado em 15 out 2020, 09h29 - Publicado em 14 out 2020, 23h40

O casamento entre Palmeiras e Vanderlei Luxemburgo terminou na noite desta quarta-feira, 14. A quinta passagem do técnico pelo clube se encerrou após a derrota para o Coritiba por 3 a 1, no Allianz Parque, em São Paulo, em jogo válido pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. Luxemburgo acabou demitido após ver sua equipe perder o terceiro jogo seguido na competição.

A confirmação da demissão veio horas após a partida, em uma breve nota oficial. “Vanderlei Luxemburgo não é mais o técnico do Palmeiras. Após a partida desta quarta-feira (14), a diretoria alviverde se reuniu na Academia de Futebol e decidiu pela não permanência do treinador no cargo. O Palmeiras agradece a Luxemburgo pelo trabalho desenvolvido em sua quinta passagem pelo clube, na qual conquistou o Campeonato Paulista de 2020.”

Já de madrugada, Luxemburgo gravou um vídeo de despedida. “Boa noite a todos palmeirenses, aqueles que me apoiaram e aqueles que me criticaram. São todos palmeirenses, gosto muito do Palmeiras. O convite que o Palmeiras me fez foi para fazer uma reconstrução. Reconstruí um processo que precisava ser remodelado. Me propus, e o êxito foi alcançado.”

O técnico exaltou seus resultados e agradeceu aos atletas pelo empenho. “Fomos campeões paulistas, da Florida Cup, lideramos a Libertadores. Falta um jogo para ser líder geral. Estávamos no Brasileiro brigando na parte de cima e três derrotas foi tomada a decisão de me mandar embora. Faz parte do futebol. Queria agradecer aos jogadores, aos dirigentes, aos parceiros que estiveram comigo lá, e agradecer ao Palmeiras por ter me convidado pela quinta vez de estar no Palmeiras. Muito obrigado a todos vocês.”

O treinador de 68 anos assumiu o comando do Palmeiras no início da temporada. Em 2020, fez 36 jogos oficiais e conquistou 17 vitórias, 14 empates, além de sofrer cinco derrotas. Com 52 gols marcados e apenas 27 sofridos, encerrou sua quinta passagem no clube com 60,2% de aproveitamento.

Os números aparentemente positivos garantiram o título do Campeonato Paulista e a melhor campanha até aqui na primeira fase da Copa Libertadores da América. O número excessivo de empates na temporada, principalmente no Brasileirão, a má fase recente, a falta de um bom futebol apresentado pela equipe e o retrospecto contra equipes da Série A no ano – apenas 5 vitórias em 21 jogos e 41,2% de aproveitamento – foram as principais razões que culminaram na demissão.

Campeão do Brasileiro em 1993 e 1994 e pentacampeão do Campeonato Paulista como treinador do Palmeiras, Luxemburgo quebrou recordes neste ano. Se tornou o terceiro técnico na história a ultrapassar 400 jogos no comando do clube e o segundo com mais vitórias. Também foi o primeiro a fazer 160 partidas como treinador na casa alviverde (contando o antigo Palestra e o Allianz Parque) e é o que mais venceu (122 vezes).

Continua após a publicidade

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade