Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

São Paulo decide rescindir o contrato do goleiro Jean

Jogador de 24 anos está preso em Orlando, nos Estados Unidos, após agredir a esposa Milena Bemfica

Por Alexandre Senechal - Atualizado em 18 dez 2019, 17h17 - Publicado em 18 dez 2019, 16h38

A decisão ainda não é oficial, mas a diretoria do São Paulo já sentenciou: vai dispensar o goleiro Jean após o episódio ocorrido nesta quarta-feira 18, em que o jogador agrediu a esposa, Milena Bemfica, em Orlando, nos Estados Unidos, onde a família passa férias. A informação foi confirmada por um conselheiro do clube.

Os diretores do clube estão estudando a forma jurídica como o distrato será feito. A única certeza é que o goleiro não ficará no São Paulo até o término de seu contrato em dezembro de 2022.

Entenda o caso

O goleiro Jean foi preso em Orlando, nos Estados Unidos, nesta quarta-feira 18, acusado de agredir a esposa, Milena Bemfica. A ficha do jogador consta no sistema do Departamento de Correções do Condado de Orange, na Flórida. Ele foi fichado às 7h27, pelo horário local (9h27 em Brasília).

Milena Bemfica postou vídeos nos quais aparece com o rosto machucado. Nas filmagens, ela acusa o jogador de tê-la agredido durante as férias. Horas depois, as imagens foram apagadas.

Publicidade

“Eu estou aqui em Orlando e olha o que Jean acabou de fazer comigo. Alguém me ajude. Jean acabou de me bater, gente, socorro”, contou Milena em postagem no Instagram Stories.  “Eu quero justiça, eu quero justiça! Eu estou trancada no banheiro e olhe o que ele está fazendo comigo”, completou. Ao fundo, é possível ouvir o goleiro dizendo: “Vai fazer isso com a sua filha?”

Em seguida, ela divulgou uma conversa que teve com Jean no aplicativo. “Parabéns. Terminou com minha carreira. E suas filhas vão passar fome”, escreveu o jogador, que é pai das crianças. As imagens foram apagadas posteriormente e Milena se limitou a tranquilizar os fãs e dizer que estava bem.

Procurado pela reportagem para comentar o ocorrido, o diretor de futebol Raí não retornou as ligações e mensagens até o momento. O clube soltou uma nota oficial na qual diz acompanhar o caso. Contratado junto ao Bahia por R$ 6 milhões de reais em 2018, o goleiro de 24 anos chegou a ser afastado pelo clube por indisciplina, após desentendimentos com o então treinador Vagner Mancini, no início do ano.

Abaixo, a nota oficial do São Paulo divulgada pela manhã de quarta:

“O São Paulo Futebol Clube informa que acompanha o caso envolvendo o atleta Jean Paulo Fernandes Filho e aguarda apuração dos fatos para definir as medidas cabíveis.

Publicidade

Em seus quase 90 anos de existência, o São Paulo construiu uma história pautada por princípios sólidos de conduta dentro e fora de campo, e não abre mão deles”.

Publicidade