Clique e assine a partir de 9,90/mês

Projeto de internacionalização da marca do Flamengo chega à Amazon

Depois de parcerias com DAZN e emissoras internacionais, clube rubro-negro fechou contrato com gigante de varejo para série sobre o Mundial de Clubes

Por Luiz Felipe Castro - Atualizado em 10 dez 2019, 13h51 - Publicado em 10 dez 2019, 13h45

Quarenta milhões de torcedores, contas em dia, atletas consagrados no elenco e grandes títulos conquistados. O ano dourado de 2019, que pode ficar ainda maior com a conquista do título mundial, credencia o projeto interno do Flamengo de se tornar o primeiro clube global do Brasil. A meta, ainda distante, é ter uma marca internacionalmente conhecida como a dos gigantes europeus como Barcelona, Real Madrid ou Manchester United. Nesta semana, o clube deu mais um passo importante: fechou um acordo com a Amazon para produzir um documentário sobre a disputa do Mundial de Clubes no Catar.

A informação sobre a parceria foi divulgada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmada por VEJA nesta terça-feira, 10. Dependendo do resultado no Mundial, o acordo com a Amazon pode render 1 milhão de dólares (o equivalente a 4,5 milhões de reais, pela cotação atual) ao clube, que neste ano já faturou mais de 80 milhões de reais pela premiação dos títulos do Brasileirão e da Libertadores. A série, que mostrará os bastidores da equipe no Catar, é a mais nova aposta da Amazon Prime, serviço de streaming recém-chegado ao país.

Desta forma, o Flamengo será o primeiro clube brasileiro a ter uma série na Amazon. A primeira produção brasileira da marca foi lançada este ano, o documentário Tudo ou Nada: Seleção Brasileira sobre a campanha do time que conquistou a Copa América de 2019 em casa. Em anos anteriores, a Amazon já produziu conteúdo de equipes como o Manchester City (futebol), Dallas Cowboys (futebol americano), McLaren (Fórmula 1) e a seleção neozelandesa de rúgbi.

Sucesso em todas as plataformas

Em 2019, o Flamengo viu crescer sua popularidade em outros países não apenas pela conquista da América. O clube conta em seu elenco com nomes mundialmente conhecidos, como o treinador português Jorge Jesus, Filipe Luís, Diego Ribas e Rafinha (com passagens por seleção brasileira e potências da Europa), e outros gringos como o uruguaio De Arrascaeta e o espanhol Pablo Marí.

Continua após a publicidade

Na terra de Jesus, a febre rubro-negra foi tamanha que muitas vezes o Flamengo estampou a capa dos jornais do país, deixando os clubes locais Porto, Benfica e Sporting para escanteio. Ainda em Portugal, o Canal 11 comprou os direitos de transmissão dos jogos da equipe no Brasileirão. Já a final da Libertadores, diante de outro gigante, o River Plate, foi transmitida por renomados canais europeus, como a BBC e o Canal +.

A popularidade chegou a outras plataformas. Em um modelo semelhante ao da Amazon Prime, o canal de streaming DAZN exibiu os bastidores do Flamengo na Libertadores na série Sem Filtro. A Globo também produziu material especial da conquista na série Até o Fim, já disponível no Globoplay.

Torcida do Flamengo com a foto do "mister" Jesus na arquibancada
Jorge Jesus elevou a popularidade do Flamengo na Europa Alexandre Vidal/Flamengo/Divulgação

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade