Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presente de Felipão e bate-bola com Deyverson: o dia de Bolt no Palmeiras

A lenda jamaicana chegou em São Paulo na última quinta, para um evento de sua patrocinadora, que é a mesma do campeão brasileiro

O Palmeiras recebeu nesta sexta-feira um ilustre e inusitado visitante: o ex-velocista jamaicano Usain Bolt que foi ao centro de treinamento do clube e foi recepcionado pelo técnico Luiz Felipe Scolari, com quem conversou em inglês. O homem mais rápido de todos os tempos ainda vestiu chuteiras e foi desafiado pelo atacante Deyverson para uma partida de futemesa.

Tabela completa de jogos da Copa Libertadores 2019

“Grande chefe, Felipão. Grande técnico. Vou aprender um pouco sobre treinamentos. Ele vai me ensinar várias coisas. Cuidado, estou chegando”, disse Bolt, em vídeo divulgado nas redes sociais do Palmeiras. “Prazer em te conhecer”, disse Felipão, que conversou em inglês com o astro jamaicano, dando-lhe de presente uma camisa especial do clube, em homenagem ao título da Libertadores de 1999.

Nove vezes medalhista de ouro nas Olimpíadas de 2008, em Pequim, 2012, em Londres e 2016, no Rio de Janeiro, Bolt se aposentou do esporte em 2017, aos 30 anos. O atleta tentou seguir carreira no futebol, passou por testes no Borussia Dormund e no Stromsgodset, da Noruega, e foi contratado pelo Central Coast Mariners, da Austrália, mas resolveu se aposentar depois de apenas dois jogos.

Bolt também conversou com Gustavo Scarpa sobre a tatuagem do jogador palmeirense. No gramado do CT, brincou com os mascotes e ficou impressionado com a habilidade do periquito. Disputou, em seguida, uma partida de futmesa no time de Deyverson e Artur Cabral, contra o time composto pelos goleiros Weverton e Jailson, além do lateral direito Mayke.

O jamaicano chegou a São Paulo na última quinta-feira e participou de um evento da fornecedora de materiais esportivos Puma. A empresa alemã, que patrocina Bolt, também é fornecedora oficial do Palmeiras, o que motivou a visita do atleta ao clube.