Clique e assine a partir de 9,90/mês

PLACAR de fevereiro chega às bancas com técnicos estrangeiros em destaque

Edição de fevereiro tem entrevista com Luxemburgo, reportagem especial sobre os craques da "geração 2000" e a estreia de Paulo Cezar Caju como colunista

Por Da Redação - 19 fev 2020, 09h00

Depois de uma edição nostálgica, em comemoração ao aniversário de 50 anos da revista, a segunda PLACAR de 2020 chega às bancas de todo o Brasil nesta quarta-feira 19, trazendo logo na capa um tema quente e controverso: a presença de quatro treinadores estrangeiros na elite do futebol nacional. Na esteira do sucesso do português Jorge Jesus, do Flamengo, chegaram novos “desbravadores”: o compatriota Jesualdo Ferreira, do Santos, o argentino Eduardo Coudet, do Inter e o venezuelano Rafael Dudamel, do Atlético-MG. A matéria detalha as principais características dos comandantes, a forma como devem armar seus times e traz a seguinte indagação: o trio de gringos conseguirá repetir o sucesso que Jesus e o argentino Jorge Sampaoli tiveram no ano passado?

PLACAR, 50 anos de paixão pelo futebol: clique aqui e assine a revista!

Como interessante contraponto à tese de que tudo que vem de fora é melhor, PLACAR traz uma entrevista exclusiva com o técnico Vanderlei Luxemburgo, do Palmeiras, complementando o debate. “Jorge Jesus fez um trabalho brilhante. Ganhou o Campeonato Brasileiro e a Libertadores. Mas ganhou com o melhor time do Brasil. E para enaltecer o estrangeiro não é preciso diminuir o brasileiro. Fui campeão nacional cinco vezes e vice outras tantas. Mas o meu vice-campeonato não vale nada, o do Sampaoli valeu para caramba porque ele é estrangeiro”, cutuca Luxemburgo, em um dos trechos da conversa.

Outra matéria especial desta edição destaca a “Geração 2000”, como é conhecida a nova leva de potenciais craques que tem no máximo 20 anos de idade. Além de boas aspas dos talentosos e valorizados Gabriel Veron, do Palmeiras, e Talles Magno, do Vasco, a reportagem traz o perfil de outras dezoito estrelas nacionais, como Reinier, recém-comprado pelo Real Madrid, e internacionais, como o norueguês Erling Haaland, sensação do Borussia Dortmund.  

Continua após a publicidade
Paulo Cezar Caju, o novo colunista de PLACAR Eduardo Monteiro/Placar

O “papo reto” de PC Caju – Na extensão das comemorações pelo cinquentenário de PLACAR, a edição de fevereiro da revista traz uma novidade eletrizante: um texto assinado pelo craque Paulo Cezar Caju, ídolo no Brasil e na França, campeão do mundo com a seleção inesquecível de 1970 e quatro vezes vencedor do prêmio Bola de Prata, idealizado pela publicação esportiva mais tradicional do país. Em sua coluna de estreia, disponível na íntegra em nosso site, Caju diz logo a que veio: “chego para zunir os quadros-negros e as pranchetas da sala e falar de futebol-arte, de pelada, de sonhos, de memória, personagens e jogos inesquecíveis.” Além da coluna mensal, toda semana, sempre as segundas-feiras, Paulo Cezar trará a sua visão sem papas na língua sobre o futebol nacional e internacional.

Na novíssima seção Prorrogação, que vai muito além do que acontece nas quatro linhas, um deleite para os amantes de futebol e cultura; uma viagem pela história de Diego Armando Maradona retratada nas telonas (e telinhas nos recentes documentários) e um texto inédito do escritor Mario Prata sobre a origem dos gandulas. Boa leitura!

Publicidade