Clique e assine com até 92% de desconto

Palmeiras fará DVD e protestará na CBF contra arbitragem

Apesar da vitória no Rio, o diretor de futebol Alexandre Mattos perdeu a paciência após gol do Botafogo incorretamente validado

Por Da redação Atualizado em 3 ago 2017, 12h38 - Publicado em 3 ago 2017, 12h26

O diretor de futebol do Palmeiras Alexandre Mattos disse na noite desta quarta-feira, após a vitória do time por 2 a 1 sobre o Botafogo, pelo Campeonato Brasileiro, que a cúpula do clube protestará na CBF contra erros de arbitragem. A equipe tem se sentido prejudicada nas últimas rodadas da competição e se irritou por ter sofrido um gol irregular de Rodrigo Pimpão no jogo disputado no Engenhão, no Rio.

“Teve um erro grotesco contra o Palmeiras. Vamos fazer o trâmite, mandar o DVD. O Palmeiras não fala de arbitragem, mas estou falando agora na vitória, mas, como foi muito exagerado o erro, temos mesmo de falar. A gente espera por uma providência”, disse o dirigente em entrevista ao canal Fox Sports.

  • O gol do Botafogo foi marcado porPimpão aos dez minutos do segundo tempo, de cabeça. O atacante pegou rebote do goleiro Jailson em clara posição de impedimento, mas o auxiliar Luciano Roggenbaun ignorou a jogada e árbitro Rafael Traci validou o gol. O lance irregular deixou a partida empatada em 1 a 1. O Palmeiras, porém, ganhou com um gol marcado por Deyverson aos 40 minutos do segundo tempo.

    “Confiamos nas pessoas, no caráter dos árbitros, mas teve um erro hoje. O jogo estava controlado, tomamos o gol e quase o time perde. Queremos que a CBF se pronuncie. Vamos com todo respeito, mas aconteceu o erro”, ressaltou Alexandre Mattos. No início da semana, a CBF afastou o auxiliar Pablo da Costa pela anulação absurda do gol de Jô, do Corinthians, contra o Flamengo. 

    Na quarta posição do Campeonato Brasileiro, com 32 pontos, o time palmeirense irá fechar a sua campanha no primeiro turno da competição no domingo, quando receberá o Atlético-PR às 16 horas, no Allianz Parque.

    (com Estadão Conteúdo)

    Continua após a publicidade
    Publicidade