Clique e assine a partir de 8,90/mês

O que aconteceu com clubes pernambucanos que já jogaram 1ª divisão nacional?

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes de Pernambuco?

Por Lucas Mello - Atualizado em 2 mar 2017, 16h52 - Publicado em 28 jun 2016, 11h30

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando Pernambuco desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes de Pernambuco que já jogaram a primeira divisão

Recife
(3)
: Náutico, Santa Cruz* e Sport*

Caruaru
(1)
: Central

 *Na primeira divisão

NÁUTICO

Jogou a série A pela última vez em 2013. Desde então joga a
série B. Foi 13° e ficou longe do acesso em 2014, mas, em 2015, ficou na quinta
colocação, muito perto do acesso à série A.

Continua após a publicidade

Em 2016, volta a disputar a série B.

CENTRAL

Jogou a série A pela última vez em 1986. Jogou a série C de
1987 e ficou na vice-lanterna do Módulo Branco, caindo na primeira fase.
Disputou a série B em 1988, caindo na primeira fase.

Em 1989, o Central ficou em primeiro de sua chave na série
A, passando da primeira fase. Na segunda, passou pelo ABC com duas vitórias. Na
terceira, no entanto, pelo gol fora de casa, foi eliminado pelo Catuense-BA. Em
1990, 1991 e 1992 voltou a cair na primeira fase da série B.

Em 1993 jogou a chave pernambucana qualificatória para a
série B de 1994 e conseguiu.  Em 1994
caiu na primeira fase da série B. Em 1995 passou da primeira e da segunda,
junto ao Remo. Na terceira, avançou junto com o Atlético-PR, classificando-se
para o quadrangular final. Este perto do acesso, mas acabou em quarto, vendo os
acessos de Atlético-PR e Coritiba.

Em 1996 o Central foi lanterna da série B após eliminação na
primeira fase, mas com a virada de mesa na série A, acabou ficando na B. Em
1997 voltou a cair na primeira fase e foi rebaixado como vice-lanterna do
torneio.

Abriu mão da série C de 1998 e não se classificou em 1999.
Voltou a jogar a Copa João Havelange em 2000. Esteve no Módulo Verde e
classificou-se no grupo A do torneio. 
Passou também da segunda fase, em primeiro de sua chave. Na fase final,
ficou em último de sua chave, que teve o Uberlândia classificado.

Caiu na primeira fase da série C de 2001, não se classificou
em 2002 e caiu na primeira fase novamente em 2003. Ficou de 2004 a 2006 sem
jogar o torneio. Voltou em 2007, mas caiu na primeira fase. O mesmo aconteceu
em 2008, ficando na lanterna da chave.

Em 2009, jogou a primeira edição da série D,
classificando-se em primeiro na chave. Na segunda, no entanto, foi eliminado
pelo Alecrim-RN. Em 2010 foi lanterna de sua chave na série D, não passando da
primeira fase. Em 2011 e 2012 o time não se classificou.

Em 2013 passou da primeira fase com o Tiradentes-PI, mas
caiu na segunda, nos pênaltis, para o Botafogo-PB. Em 2014 passou da primeira
fase com o Jacuipense-BA, mas caiu na segunda para o Confiança-SE. Em 2015
passou em primeiro de sua chave na primeira fase, com o Estanciano-SE. Contudo,
logo nas oitavas de final, perdeu as duas partidas para o Lajeadense-RS. Joga a
série D de novo em 2016.

Continua após a publicidade
Publicidade