Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

O que aconteceu com clubes mato-grossenses que já jogaram 1ª divisão nacional?

Desde que disputaram a primeira divisão pela última vez, o que aconteceu com essas equipes do Mato Grosso?

O que houve com os clubes que uma vez disputaram a primeira divisão do Brasileiro, representando o Mato Grosso desde sua última participação na competição?

PLACAR traz o histórico dessas equipes desde a última vez que disputaram a série A do Brasileiro.

Veja abaixo:

Clubes do Mato Grosso que já jogaram a primeira divisão

Cuiabá
(2)
: Dom Bosco e Mixto

Várzea
Grande (1)
: Operário

DOM BOSCO

Jogou sua última série A em 1979. Jogou o torneio nacional
apenas mais duas vezes. Jogou a primeira série C da história, em 1981. Passou
pelo Corumbaense-MS na primeira fase, eliminou o Itumbiara-GO na segunda, mas
caiu na terceira fase. Em grupo com Olaria-RJ e São Borja-RS, ficou em
terceiro, perdendo vaga para o Olaria.

Voltou para jogar a série B em 1989. Caiu na primeira fase,
ficando atrás de Rio Branco-AC e Rio Negro-AM, clubes que conseguiram a vaga.
Desde então, não joga mais torneios nacionais.

MIXTO

Jogou a série A pela última vez em 1985, ficando em quinto
lugar. Em 1986, jogou a série B e foi eliminado na primeira fase, ficando em
oitavo de nove clubes, com classificação da Internacional de Limeira-SP.

Em 1987, jogou o Módulo Branco, da espécie de série C da
época. Passou em primeiro de sua chave na primeira fase e eliminou  Auto Esporte-PB na segunda. Na terceira, no
entanto, foi eliminado pelo Operário-MS. Em 1988, foi lanterna de sua chave na
primeira fase da série C, com Tiradentes-DF e Anápolis-GO se classificando.

Em 1989, voltou a jogar a série B e caiu na primeira fase,
ficando atrás de Rio Branco-AC e Rio Negro-AM, clubes que conseguiram a vaga.
Em 1996, jogou novamente a série C. Classificou-se em segundo de sua chave na
primeira fase, atrás do Operário-MS. Na segunda, eliminou o Botafogo-DF, mas na
terceira perdeu para a Francana-SP, com duas derrotas.

Em 2006, jogou a série C e passou no segundo lugar de sua
chave na primeira fase, atrás do Operário-MT. Na segunda, foi lanterna de sua
chave, que teve o Ríver-PI e Rio Negro-AM classificados. Voltou à série C em
2008. Passou da primeira fase com a segunda colocação de seu grupo, atrás do
Atlético-GO. Na segunda fase, voltou a passar em segundo, novamente atrás do
Atlético-GO, pelo saldo de gols, melhor que o do Dom Pedro-DF. Na última
rodada, o Dom Pedro venceu apenas por 1 x 0, e ficou sem a vaga. 2 x 0 daria
vaga ao time do Distrito Federal. Classificado para a terceira fase,
garantiu-se, ao menos, na série C do ano seguinte. Mas não foi para a série B.
Ficou na lanterna de sua chave, e viu Atlético-GO e Duque de Caxias-RJ
classificados.

Voltou a jogar a série C em 2009, mas foi lanterna de sua
chave na primeira fase e acabou rebaixado, tudo por conta de uma vitória do
Gama-DF, na última rodada, contra o líder e já classificado América-MG. Em
2010, jogou sua primeira série D. Classificou-se em primeiro de sua chave na
primeira fase. Na segunda, foi eliminado pelo América-AM pelo gol fora de casa.

Jogou a série D mais duas vezes, em 2012 e 2013. Na
primeira, passou da primeira fase em segundo lugar, atrás apenas do Sampaio
Corrêa-MA, com 100% de aproveitamento. Na segunda fase, eliminou o Remo-PA, mas
na terceira, caiu para o Sampaio Corrêa-MA, pelo gol fora de casa, após dois
empates. Com isso, ficou sem o acesso. Em 2013, passou em primeiro na primeira
fase. Na segunda fase, eliminou o Resende-RJ pelo gol fora de casa, mas,
novamente na terceira, foi eliminado pelo Tupi-MG, que ficou com o acesso. Desde
então, o time não joga o torneio nacional.

OPERÁRIO

Jogou a série A pela última vez em 1986, ficando na lanterna
do torneio. Em 1987, jogou o Módulo Branco, espécie de série C. Caiu na
primeira fase, atrás de Mixto-MT e Operário-MS. Em 1992, jogou a série B e foi
lanterna do torneio, eliminado na primeira fase.

Na qualificatória para a série B de 1994, em 1993, não
conseguiu vaga, perdendo para o Barra do Garças-MT. Voltou na série C de 1994,
caindo na primeira fase. Em 1995, classificou-se em primeiro de sua chave, que
teve apenas o União-MT, já que o Sinop-MT desistiu de jogar. Na segunda,
contudo, foi eliminado pelo Atlético-GO pelo gol fora de casa. Em 1997, voltou
a cair na primeira fase da série C.

Na Copa João Havelange de 2000, foi líder de sua chave na
primeira fase do Módulo Verde. Na segunda fase, no entanto, ficou atrás do Moto
Club-MA e ficou sem a vaga. Voltou a jogar a série C apenas em 2006, e teve boa
participação. Passou em primeiro de sua chave, à frente do Mixto-MT. Na
segunda, no entanto, foi lanterna de sua chave, perdendo vaga para
Ananindeua-PA e Tuna Luso-PA.

Esteve nas últimas duas séries D, em 2014 e 2015. Na
primeira, passou em segundo de seu grupo, atrás apenas do Tombense-MG. Na
segunda fase, foi goleado pelo Brasil de Pelotas-RS e acabou eliminado
precocemente. Já em 2015, foi vice-lanterna do torneio, eliminado na primeira
fase do torneio, com apenas uma vitória. Neste ano, não se classificou para
jogar o torneio.