Clique e assine a partir de 9,90/mês

‘Nasce um líder’: jornal francês destaca amadurecimento de Neymar

'Le Parisien' exalta fim de polêmicas e de lesões e revela que o atacante brasileiro abriu mão de uma megafesta de aniversário

Por Da Redação - Atualizado em 16 jan 2020, 18h11 - Publicado em 16 jan 2020, 18h04

Neymar está de bem com os franceses, ao menos até a próxima polêmica. Enfim livre de lesões, o atacante brasileiro vive uma das melhores sequências de sua carreira: soma nove gols e sete assistências nas últimas partidas do Paris Saint-Germain. Salta aos olhos também a sua mudança de postura, com gestos de humildade e alheio às polêmicas que costumam acompanhar sua carreira. Nesta quinta-feira, o jornal francês Le Parisien exaltou a nova fase de Neymar, com um artigo sobre “O nascimento de um líder”.

“Irresistível em campo, finalmente em campo por dois meses seguidos, reconciliado com o público, a estrela brasileira do PSG assume um novo papel de líder de uma equipe pronta para lhe dar as chaves”, escreve o prestigioso jornal europeu.

Neymar chegou a dois meses seguidos sem nenhum tipo de lesão, o que não ocorria desde 2018. Se marcar na próxima partida, ultrapassará o recorde de gols em jogos consecutivos que atualmente divide com o colega Kylian Mbappé e com o argentino Carlos Bianchi, consagrado como técnico do Boca, artilheiro do PSG no fim da década de 70.

“Assim que soube que ficaria em Paris, Neymar investiu 1000% no clube. As pessoas não o conhecem, acham que ele é um animal de festa…. ele é como todos os jovens da sua idade e saia muito mais em Barcelona do que hoje”, contou um parente do atacante ao Parisien.

Continua após a publicidade

O jornal, inclusive, afirma que Neymar “parece ter aprendido lições do passado” e quer acabar com a imagem de “prodígio egocêntrico”. É provável que o jogador não realize nenhuma megafesta de aniversário, já que a Red Bull, que bancou as polêmicas celebrações em anos anteriores, informou que não patrocinará nenhum evento do tipo. Neymar completa 28 anos no próximo dia 5 de fevereiro.

“Ele nunca esteve em uma posição de liderança como a que ocupa atualmente em Paris. Ele se sente mais responsável. Ele mudou esse plano, sem dúvida está relacionado à idade e ao fato de ele ser feliz”, completa a fonte anônima do jornal.

A publicação destaca ainda que as vaias a Neymar no Parque dos Príncipes vem se tornando cada vez mais raras. No início da temporada, depois de forçar, sem sucesso, um retorno ao Barcelona, o atacante chegou a ser ofendido pelos torcedores parisienses durante vários jogos.

Neymar vem celebrando seus gols com um gesto como se pedisse silêncio. Ele garante, porém, que não é uma resposta aos críticos, mas uma recomendação a si mesmo. “É uma comemoração entre eu e alguns amigos, é uma nova forma de comemorar, de esquecer o lado de fora. Significa ‘falar menos e jogar mais’, isso que é o mais importante”, contou no fim do ano passado, ao Esporte Interativo. 

Continua após a publicidade

Em outra recente entrevista, à revista France Football, Neymar garantiu que as desavenças ficaram para trás. “Falei muito no ano passado. Agora sou parisiense. Estou 100%. Vou dar toda a minha vida em campo para que o PSG tenha sucesso.” De acordo com a ESPN, a reconciliação é tamanha que Neymar já estuda até renovar seu contrato, que é válido até junho de 2022, com o clube francês. 

Publicidade