Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

MLS: árbitro de vídeo dá novo vexame em jogo com golaço de Kaká

Jogador do New England Revolution foi expulso aos 9 minutos de jogo por lance em que nem sequer fez falta. Time foi goleado por 6 a 1 pelo Orlando City

A Major League Soccer (MLS), a principal liga de futebol dos Estados Unidos, vem enfrentando sérios problemas com a utilização do árbitro assistente de vídeo (VAR, na sigla em inglês) – que será usada no Brasileirão em breve. Mais uma vez, a polêmica aconteceu em uma partida do Orlando City, time do brasileiro Kaká, autor de dois gols na goleada por 6 a 1 sobre o New England Revolution na noite desta quarta-feira.

No mês passado, Kaká foi expulso de forma bizarra com o auxílio do árbitro de vídeo, que considerou como “agressão” uma brincadeira feita pelo brasileiro com um ex-colega de clube. Nesta quarta, o Orlando foi beneficiado por um erro do VAR. Aos nove minutos do primeiro tempo, o marfinense Xavier Kouassi recebeu um cartão vermelho direto por um lance em que nem sequer fez falta. Com um a menos durante 80 minutos, sua equipe levou seis gols.

Polêmicas de arbitragem à parte, o Orlando sobrou na partida, com destaque para Kaká. O meia de 35 anos fez dois gols, um deles um golaço, com arrancada e finalização que lembraram seus melhores momentos de Milan e seleção brasileira.  O Orlando City, no entanto, não vive boa situação na Conferência Leste da MLS: a três rodadas do fim da fase regular, é o nono colocado (apenas os seis primeiros se classificam aos playoffs). O time da Flórida tem 38 pontos, cinco a menos que o atual sexto colocado, o New York Red Bulls.