Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Tóquio: seleção feminina empata com a Holanda em grande jogo

Brasil ficou duas vezes atrás do placar, conseguiu a virada, mas levou o empate em 3 a 3 diante de uma das seleções mais fortes da competição

Por Da Redação Atualizado em 24 jul 2021, 14h02 - Publicado em 24 jul 2021, 09h56

A seleção brasileira feminina de futebol confirmou sua evolução e ganhou confiança na busca pelo inédito ouro olímpico nos Jogos de Tóquio ao empatar em 3 a 3 com a forte seleção da Holanda, na manhã deste sábado, 24, no Estádio de Myagi, pela primeira fase do torneio. o Brasil ficou duas vezes atrás do placar, mas chegou a virar diante da atual campeã europeia e vice da Copa do Mundo. No fim, um belo gol de falta da Holanda garantiu a igualdade.

Com o resultado, o time dirigido pela técnica sueca Pia Sundhage, que havia vencido a China por 5 a 0 na estreia, permanece em segundo na chave, atrás da Holanda no saldo de gols, praticamente classificada às quartas de final.

  • O jogo já começou tenso. Logo no segundo minuto, Vivianne Miedemana, estrela do Arsenal, deu um belo giro sobre Érika e abriu o placar. O Brasil manteve a calma e chegou a ter um pênalti assinalado em lance confuso, mas a arbitragem anulou a marcação com o auxílio do VAR. Aos 15 minutos, Duda fez boa jogada pela direita e Debinha apareceu na área para aproveitar rebote e empatar. O Brasil melhorou e chegou perto do segundo em cabeçada para fora da zagueira Rafaelle.

    Na segunda etapa, a Holanda voltou à frente em uma falha da goleiro brasileira aos 13 minutos. A artilheira Miedema subiu mais alto que a defesa e cabeceou fraco, mas Bárbara deixou a bola escapar. A partir daí, teve início a grande atuação de Ludmila, que havia entrado no intervalo no lugar de Bia Zaneratto. Primeiro, a atacante do Atlético de Madri sofreu pênalti, confirmado pelo VAR e convertido por Marta. A camisa 10 chegou a 13 gols em Olimpíadas, a apenas um tento do recorde de Cristiane.

    Aos 22, o Brasil se aproveitou de falha da defesa holandesa e Ludmila driblou a goleira Van Veendendaal para marcar o gol da virada. O resultado classificava o Brasil às quartas de final com uma rodada de antecedência, mas aos 33 minutos Dominique Janssen empatou novamente em uma bela cobrança de falta. O jogo terminou sobre aplausos do pequeno público liberado a acompanhar a partida em Myagi.

    O empate diante de uma das favoritas ao título pode ser considerado positivo. Agora, o Brasil só precisa empatar com a seleção de Zâmbia, no terceiro jogo, na terça-feira, 27, para se garantir entre as oito melhores. O saldo de gols será importante para garantir o primeiro lugar: a Holanda lidera com sete gols pró, pois venceu a seleção africana por 10 a 3 na estreia, contra cinco do Brasil.

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade