Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Flamengo e ‘Copa Mickey’: como título nos EUA causou revolta da torcida

Atuações ruins em campo e série de trapalhadas fora dele

O Flamengo passa por momento conturbado neste mês. Atuações fracas e trapalhadas do clube fora dos gramados causaram a ira da torcida contra a diretoria e o técnico Abel Braga. A equipe foi alvo de chacota na internet depois de enaltecer o título da Florida Cup, em nota oficial. Para piorar ainda mais a situação, o diretor de relações externas, Cacau Cotta, insinuou que os torcedores do time não são alfabetizados.

Tabela completa de jogos do Copa Libertadores 2019

A diretoria do Flamengo divulgou uma nota de repúdio a “certos veículos de comunicação e algumas páginas de redes sociais”, no dia 3 de maio, após derrota para o Inter na estreia no Brasileirão, que, segundo eles, tentam criar crises no clube. O comunicado enaltece as conquistas do clube no ano, entre elas, o título do torneio amistoso Florida Cup, contando com vitória sobre os reservas do Ajax, nos pênaltis.

“Um time campeão da Florida Cup, superando um dos possíveis finalistas da Liga dos Campeões”, dizia o trecho da nota, que viralizou e virou motivo de piada nas redes sociais. À época, o Ajax ainda não havia sido eliminado da semifinal da Liga dos Campeões pelo Tottenham.

A equipe, depois da nota, liderou o Grupo D e conseguiu avançar às oitavas de final da Copa Libertadores, mas ainda sem convencer em suas atuações, criticadas, principalmente, pela fortuna que a diretoria gastou em contratações como a de Gabriel Barbosa e Giorgian De Arrascaeta. O Flamengo voltou a irritar seus torcedores no último final de semana, quando perdeu para o Atlético-MG, em Belo Horizonte, por 2 a 1, mesmo com um jogador a mais durante todo o segundo tempo.

Torcedores picham muro da sede do clube (//Reprodução)

Logo na segunda-feira, os muros da Gávea e do CT Ninho do Urubu amanheceram pichados. As críticas eram voltadas ao treinador Abel Braga e ao vice de relações internacionais, Luiz Eduardo Batista, o BAP. Entre as pichações, uma se destacava: “Copa Mickey é o cara**”. A reclamação remetia à nota sobre o título da Florida Cup, em Orlando, cidade onde fica o maior parque da Disney, que tem como principal personagem o rato Mickey Mouse.

A fúria dos torcedores foi ainda maior na última quarta-feira, 22, quando Cotta insinuou, em participação no programa Os Donos da Bola, da TV Bandeirantes, que as pichações eram um movimento político, pois a torcida do Flamengo não saberia escrever a palavra ‘Mickey’. “Da forma que foi escrito, ‘Mickey’ todo certinho, não foi a torcida. Aquilo é político.”

A declaração imediatamente teve péssima repercussão e o dirigente tentou se explicar no programa. “Quando falei do Mickey foi porque parece uma coisa bem programada, feita por um profissional, não apenas um torcedor que vai ali. Por isso, falei que era político. Não estou desmerecendo o torcedor ou querendo chamar de burro.”

A torcida, em tom irônico, voltou a pichar os muros da Gávea nesta quinta-feira, mas agora com alterações na escrita: “Fora Abeu. Copa Mick é o cara***. Agora foi político também?”. O Flamengo tenta se recuperar dos conflitos internos a tempo de entrar em campo, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Corinthians, no Maracanã, no dia 4 de junho. O clube carioca venceu a partida de ida, em São Paulo, por 1 a 0.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Cara como um amante de futebol o flamengo precisa de um felipao lá pra acabar com egos e vaidade e pra fazer com esses cara ter comprometimento com o time

    Curtir