Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Em jogo que quase ninguém viu, PSG vence com gol de Neymar

Sem transmissão na TV brasileira, aberta ou fechada, foi difícil acompanhar os lances da estreia do time francês no campeonato nacional

Sem acordo fechado para a transmissão das partidas da Temporada 2018-2019 no Brasil, quase ninguém acompanhou ao vivo a partida de estreia do Paris Saint-Germain no Campeonato Francês. Se no ano passado a partida inaugural do PSG foi recorde de audiência, neste domingo a vitória por 3 a 0 sobre o Caen, em jogo disputado no Estádio Parque dos Príncipes, em Paris. Neymar marcou logo no início da partida e foi substituído na segunda etapa.

Além de ser privada do direito de assistir ao gol do brasileiro, a audiência brasileira não viu as homenagens feitas aos jogadores do PSG campeões do mundo com a seleção francesa (Areola, Kimpembe e Mbappé) e ao argentino Javier Pastore, que deixa ao clube rumo ao futebol italiano.

A partida em si foi tranquila para os donos da casa. Após o 1 a 0, a equipe atual campeã da França ampliou o placar com Rabiot. Na segunda etapa, Neymar foi substituido pelo jovem atacante americano Timothy Weah, filho da lenda do esporte George Weah, o único jogador africano a receber o prêmio de melhor futebolista do mundo. O substituto foi pé-quente e logo após entrar marcou o terceiro e derradeiro gol do Paris Saint-Germain.

Os jogos do PSG e de todos os outros times franceses pela liga francesa não têm uma previsão de exibição na TV brasileira, seja em canais abertos ou por assinatura. De acordo com os representantes das emissoras, os donos dos direitos de transmissão (o grupo beIN, do Catar) está cobrando uma cifra considerada elevadíssima para liberar as partidas para a audiência brasileira – além disso, pesa a incerteza sobre o destino de Neymar nas próximas temporadas, o que emperra um acordo de longo prazo.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fernando Mello

    Atitudes como a da foto só denigrem mais ainda a imagem já arranhada do Neymar.
    È como se estivesse dizendo: sou bebê mas faço gol.
    Aí fica dois, tres jogos sem marcar e só o que se lembra dele pe que é um bebezão.

    Curtir

  2. Fernando Mello

    Atitudes como a da foto só denigrem mais ainda a imagem já arranhada do Neymar.
    È como se estivesse dizendo: sou bebê mas faço gol.
    Aí fica dois, tres jogos sem marcar e só o que se lembra dele é que é um bebezão.

    Curtir