Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Criticado, Neymar nega ação de marketing e explica comemoração

Atacante do PSG disse que equilibrou chuteira na cabeça para felicitar amigo pelo aniversário. Jornais europeus, porém, o trataram como "irritante"

Por Da redação Atualizado em 11 jan 2018, 10h58 - Publicado em 11 jan 2018, 09h20

Neymar voltou a chamar a atenção em mais uma vitória do Paris Saint-Germain, por 2 a 0 sobre o Amiens, pela Copa da Liga Francesa, nesta quarta-feira. O atacante da seleção brasileira marcou um gol e celebrou de forma inusitada: equilibrando sua chuteira na cabeça. Jornais europeus se apressaram em criticar Neymar, considerando o gesto uma forma de promover seu novo calçado, mas o jogador veio a público negar uma possível estratégia de marketing. Segundo ele, tudo não passou de uma homenagem a um de seus “parças”.

“Quem conhece o @jcelsomoraes sabe o porquê da minha comemoração e quem não conhece é só arrastar pro lado que vai entender. Parabéns irmão, muitas felicidades… Tamo juntooooo”, escreveu Neymar, desejando feliz aniversário ao amigo João Celso Moraes. Nas imagens, o amigo de Neymar aparece equilibrando copos na cabeça durante festas.

View this post on Instagram

quem conhece o @jcelsomoraes sabe o porque da minha comemoração e quem não conhece é só arrastar pro lado que vai entender 😂🤣 Parabéns irmão, muitas felicidades… Tamo juntoooo

A post shared by ene10ta Érre 🇧🇷 👻 neymarjr (@neymarjr) on

Continua após a publicidade
  • Críticas pesadas

    Alguns jornais europeus consideraram que Neymar estaria apenas querendo promover sua nova chuteira. Outros suspeitaram que se trataria de uma homenagem a Ronaldo, já que a chuteira de Neymar, batizada de “Fenômeno”, é uma releitura do modelo usado pelo ex-camisa 9 durante a Copa de 1998.

    O diário L’Equipe, da França, porém, foi bem duro com Neymar. Um artigo assinado pelo jornalista Hugo Delom, intitulado “Irritado e irritante”, citou não apenas o gesto com a chuteira, mas o de pedir silêncio à torcida adversária e o de provocar adversários com dribles e firulas exageradas.

    O diário catalão Sport pegou carona e escreveu que “A França descobre a versão mais irritante de Neymar” e ainda iniciou o texto dizendo “Bem vindos à República Independente de Neymar, que faz o que quer, quando quer e sem se importar com quem atinge.”

    Continua após a publicidade
    Publicidade