Clique e assine a partir de 9,90/mês

Brasil já sonha com hexa. E como estão seus concorrentes?

Alemães seguem firmes, enquanto Argentina corre o risco de não ir à Rússia. Veja análise dos principais favoritos do Mundial de 2018

Por Da redação - Atualizado em 29 mar 2017, 17h36 - Publicado em 29 mar 2017, 16h19

seleção brasileira já garantiu classificação para a Copa do Mundo de 2018 e as boas atuações na sequência de oito vitórias nas Eliminatórias têm deixado torcedores ansiosos, a 15 meses do início do torneio na Rússia. Com a chegada de Tite e a evolução de Neymar, Paulinho, Philippe Coutinho e companhia, o Brasil já desponta como um dos principais favoritos ao Mundial – é o único já classificado, além da anfitriã Rússia. Os torcedores mais céticos, porém, alertam que o Brasil ainda não enfrentou grandes potências europeias sob o comando de Tite e que ainda é muito cedo tanto otimismo.

Mas afinal, como estão as principais candidatas ao título em 2018?  Veja abaixo a situação das equipes que podem fazer frente à seleção brasileira no Mundial.

ALEMANHA

Jogadores da seleção da Alemanha comemoram gol durante partida qualificatória para a Copa do Mundo contra o Azerbaijão
Alemanha goleou o Azerbaijão pelas Eliminatórias Alexander Hanssenstein/Getty Images

Após o título no Brasil, os alemães renovam sua seleção com alguns jovens talentos, como Leroy Sané e Julian Brandt, ao lado de jogadores mais experientes como Mesut Özil, Thomas Müller e Mats Hummels. Nas Eliminatórias, lidera com 100% de aproveitamento e é que mais está perto da vaga para a Copa entre os europeus. Em um grupo teoricamente fácil, lidera com 15 pontos, contra 10 da Irlanda do Norte e oito da República Tcheca. Na última rodada, venceu o Azerbaijão fora de casa por 4 x 1. Na próxima rodada, recebe o “saco de pancadas” San Marino, que já perdeu para os alemães por 8 x 0 em casa.

Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

ARGENTINA

Jogadores da seleção da Argentina se concentram durante jogo contra a Bolívia, em partida válida pela qualificatória da Copa do Mundo
Argentina foi derrotada pela Bolívia e voltou para a zona de repescagem. Gabriel Rossi/Getty Images

A seleção do suspenso Lionel Messi é quem vive a situação mais dramática entre as campeãs do mundo. Sem o camisa 10 por três dos quatro jogos que restam, por ter xingado um auxiliar brasileiro na partida contra o Chile, o time está na quinta colocação, na zona da repescagem. Os argentinos têm 22 pontos, dois a mais que o Equador e uma a menos que Chile e Uruguai. Na próxima rodada, os uruguaios serão os adversários em Montevidéu. Em caso de derrota, o time pode deixar até a zona de repescagem. Na rodada desta terça, já sem Messi, a equipe foi derrotada pela Bolívia por 2 x 0, fora de casa.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

BÉLGICA

Jogadores da seleção belga se cumprimentam durante partida válida pelo qualificatório da Copa do Mundo contra Grécia
A Bélgica empatou com a Grécia no fim do jogo pelas Eliminatórias. Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

A “ótima geração belga” – como é ironicamente chamada a seleção que nunca deslancha, apesar de ter bons jogadores – vem mais amadurecida com relação à última Copa do Mundo. A equipe lidera sua chave nas Eliminatórias, mas perdeu o 100% de aproveitamento na última rodada, após empate por 1 x 1 com a Grécia, em casa. E o empate veio apenas aos 44 minutos da segunda etapa, mesmo com um jogador a mais em campo desde os 20 do segundo tempo. A Bélgica lidera com 13 pontos, mas o grupo é um dos mais equilibrados, com a Grécia em segundo, com onze e a Bósnia em terceiro, com 10.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

ESPANHA

Continua após a publicidade
Jogadores da seleção da Espanha comemoram gol durante partida contra Israel, durante eliminatórias para a Copa do Mundo 2018
A Espanha goleou Israel na última rodada. Juan Manuel Serrano/Getty Images

Com resquícios da campeã europeia de 2012 e do mundo em 2010, a seleção espanhola disputa rodada a rodada a vaga direta com a Itália. Os espanhóis venceram todos os adversários, menos os italianos, fora de casa (empate por 1 x 1). Com 13 pontos, a Espanha lidera sua chave pelo saldo de gols (17 a 9 sobre os italianos). Na última rodada venceu Israel por 4 x 1 em Gijón.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

FRANÇA

Jogadores da seleção francesa, durante partida contra Luxemburgo, válida pelas eliminatórias para Copa do Mundo 2018
Após começo ruim, França vem de quatro vitórias seguidas nas Eliminatórias. Franck Fife/AFP

Após começar mal a disputa das Eliminatórias, empatando com a Bielorrússia, fora de casa, por 0 x 0, a renovada seleção francesa venceu todas as partidas e lidera o chamado “grupo da morte”, com Suécia, Bulgária e Holanda. Com a jovem revelação do Monaco, Kylian Mbappé, venceu Luxemburgo, na casa do rival, por 3 x 1, somando 13 pontos. Suécia (10), Bulgária (9) e Holanda (7) vêm na cola.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

INGLATERRA

Goleiro inglês Joe Hart se atenta à partida contra Lituânia, válida pelo qualificatório para a Copa do Mundo 2018
A defesa inglesa ainda não foi vazadas nas Eliminatórias europeias. Shaun Botterill/Getty Images

Única equipe que não sofreu gols nos cinco jogos realizados pelas Eliminatórias europeias, a Inglaterra lidera sua chave com 13 pontos e boa vantagem sobre os adversários: Eslováquia (9), Eslovênia (8) e Escócia (7). E justamente a defesa é o setor com mais jovens na equipe. Ryan Bertrand, com 27 anos, é o mais velho, enquanto Luke Shaw, do Manchester United, com 21 anos é o mais novo. No elenco inglês, o atacante Marcus Rashford, também de 19 anos, é o mais jovem da equipe e é uma espécie de Gabriel Jesus do time.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

ITÁLIA

Goleiro Gianluigi Buffon, durante aquecimento antes da partida contra Albânia, válida pelas eliminatórias do Copa do Mundo
Buffon completou 1000 jogos diante da Albânia. Alberto Pizzoli/AFP

Itália precisaria vencer a Espanha fora de casa para alcançar a vaga direta para a Copa neste momento. Os campeões mundiais de 2006 e 2010, juntos do Brasil, são as únicas seleções que jamais perderam como mandante nas Eliminatórias. O time, segundo colocado de sua chave, está na zona de repescagem. Na última rodada, contra a Albânia, venceu por 2 x 0 em Palermo, no 1000° jogo oficial do experiente goleiro Gianluigi Buffon. Apesar do goleiro de 39 anos, a seleção italiana tem jovens jogadores participando do elenco, como o goleiro Donnarumma, do Milan, de 18 anos e substituto de Buffon após sua aposentadoria.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade

URUGUAI

Jogadores da seleção do Uruguai disputam bola contra Peru, em partida válida pelas eliminatórias da Copa do Mundo 2018
Derrota do Uruguai para o Peru classificou o Brasil para a Copa do Mundo. Ernesto Benavides/AFP

Após liderar as Eliminatórias, o Uruguai vive uma pequena crise no torneio. Nesta terça, chegou a três derrotas seguidas diante do Peru, em Lima, por 2 x 1. Por isso, os uruguaios caíram para a terceira colocação, com os mesmos 23 pontos. Na próxima rodada, o time recebe a Argentina e pode deixar a zona de classificação.

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade