Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Bahia vence Ceará nas penalidades e conquista o título da Copa do Nordeste

Time baiano reverte vantagem dos cearenses no tempo regulamentar, vai melhor nos pênaltis e conquista a competição

Por Da Redação Atualizado em 8 Maio 2021, 18h36 - Publicado em 8 Maio 2021, 18h18

Depois de uma partida eletrizante no tempo regulamentar, o Bahia derrotou o Ceará nos pênaltis e se sagrou campeão da Copa do Nordeste. Na noite deste sábado, 8, a equipe baiana reverteu a vantagem do adversário, que venceu a ida por 1 a 0, ganhou o jogo por 2 a 1 na Arena Castelão e conquistou a taça após fazer 4 a 2 nas penalidades.

Clique aqui e assine PLACAR com preço especial, a partir de 8,90 reais por mês!

No tempo normal, os gols saíram já no segundo tempo. O Bahia abriu 2 a 0, com gols de Rodriguinho e Gilberto, e, já no final da etapa, Jael diminuiu a desvantagem e levou o jogo para as penalidades. Na disputa, Jorginho e Marlon perderam para o time cearense, e Thonny Anderson para os baianos, terminando a disputa por 4 a 2 para o time comandado por Dado Cavalcanti.

O título garante uma vaga direta do Bahia na terceira fase da Copa do Brasil de 2022 e coloca o clube como maior vencedor da competição, com quatro títulos, ao lado do rival Vitória. Já o Ceará não consegue seu bicampeonato seguido e segue com duas taças do torneio.

O jogo

A partida foi recheada de emoções do primeiro ao último minuto. Na etapa inicial, o Ceará começou melhor, com mais posse de bola e criando melhores oportunidades. Logo aos 8 minutos, Oliveira recebeu um cruzamento e, mesmo desequilibrado, cabeceou e exigiu uma grande defesa de Matheus Teixeira, que se esticou todo para salvar o Bahia.

Continua após a publicidade

Aos poucos o time baiano cresceu e passou a assustar mais o adversário.  Aos 27 minutos, Matheus Bahia arriscou um chute de longe, a bola desviou na marcação e balançou a rede pelo lado de fora. Já aos 38 minutos, Rodriguinho recebeu de Daniel, chutou firme e a bola passou perto da meta de Richard.

Explorando principalmente o contra-ataque, o Ceará criou uma grande chance aos 39 minutos. Mendoza abusou de sua velocidade e mandou uma bomba de fora da área. A bola passou tirando tinta da trave de Matheus Teixeira

O placar não foi aberto pelo Bahia no fim da primeira etapa por três milagres seguidos de Richard. Em um mesmo lance, aos 40 minutos, o meia Thaciano arriscou duas vezes cara a cara com o goleiro e parou no arqueiro. Na sequência, Rodriguinho chutou cruzado e, mais uma vez, Richard brilhou.

O segundo tempo começou com o Bahia melhor e, logo aos 16 minutos, a equipe teve um pênalti a seu favor. No minuto anterior, após cobrança de escanteio, Luiz Otávio desviou a bola com a mão e o árbitro, depois de consultar o VAR, assinalou a penalidade. Na cobrança, Rodriguinho converteu e abriu o placar.

Já aos 25 minutos, o time comandado por Dado Cavalcanti ampliou a vantagem. Em contra-ataque mortal, Matheus Bahia achou Rodriguinho, que deu um passe na medida para Gilberto anotar o seu oitavo gol na competição.

Já aos 38 minutos, a estrela de Jael brilhou mais uma vez. O atacante recebe um cruzamento na medida de Marlon e cabeceou para o fundo da rede. Com o placar, a partida foi para as penalidades. Jorginho e Marlon perderam para o time cearense, e Thonny Anderson para os baianos, garantindo a vitória por 4 a 2 nos pênaltis para o Bahia.

Continua após a publicidade
Publicidade