Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês
CLIQUE E RECEBA A REVISTA EM CASA A PARTIR DE R$14,90/MÊS Clique e receba em casa a partir de R$ 14,90

Após aval do MP-SP para protocolo, Doria confirma retorno do Paulista

Governador anunciará nesta sexta-feira, 9, as novas datas da retomada; campeonato estava paralisado desde o último dia 15 de março em todo o estado

Por Da Redação Atualizado em 9 abr 2021, 19h40 - Publicado em 9 abr 2021, 10h01

O governador de São Paulo, João Doria, confirmou na manhã desta sexta-feira, 9, que avalizará o retorno do Campeonato Paulista, paralisado no estado desde o último dia 15 de março. Em entrevista à Rádio CBN, Doria explicou ter acatado as adequações no protocolo de saúde realizadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF), atendendo a exigências do Ministério Público de São Paulo (MP-SP).

“Ontem (quinta-feira), no início da noite, o Ministério Público, depois de várias reuniões com a Federação Paulista de Futebol e com participação do coordenador do Centro de Contingência do Covid-19, doutor Paulo Menezes, tomou a decisão de liberar os jogos do Campeonato Paulista. A orientação, feita pelo Ministério Público, foi acatada pelo Centro de Contingência e, naturalmente, pelo governo de São Paulo”, disse o político.

  • Doria anunciará também nesta sexta, em entrevista coletiva, quando o Paulista será retomado. Durante o período de proibição de jogos no estado, foram realizadas duas partidas em Volta Redonda, entre Mirassol e Corinthians, único jogo da quinta rodada já disputado, além de São Bento e Palmeiras, atrasado pela terceira rodada.

    Assine DAZN | 30 dias grátis para curtir os maiores craques do futebol mundial ao vivo e quando quiser!

    No início da semana, a FPF anunciou uma adequação para o protocolo com novas medidas como criação de uma “bolha” para o isolamento de atletas e um maior número de testagens de exames de RT-PCR, antes e depois de cada partida. No documento, a entidade pedia ao governo estadual para que pudesse retomar a competição até o próximo dia 11 de abril.

    Agora, após diálogos com o MP-SP, deve ser incluída a obrigação de testes no dia dos jogos. Em nota, o procurador-geral Mario Sarrubbo disse que houve “um avanço positivo diante do contexto que se revelava quando da edição do decreto de 11 de março”, que estabeleceu a fase emergencial em todo o estado, e que o avanço foi fruto de várias reuniões e diálogo nas últimas semanas.

    Continua após a publicidade
    Publicidade