Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Notícias sobre Carlos Brickmann

Abraham Lincoln disse que é melhor se calar e deixar que os outros pensem que você é um idiota do que falar e acabar com a dúvida
O presidente Jair Bolsonaro age como se não houvesse ninguém no Ministério da Justiça. E talvez tenha razão
A taxa de juros Selic é a mais baixa da História e houve pequena redução no desemprego. As sombras não são absolutas
De Bolsonaro para Rodrigo Maia, por twitter, durante entrevista do presidente da Câmara a Heraldo Pereira, na Globonews: “Eu te amo”
Ao garantir que uma das qualidades do filho para ser embaixador nos EUA é ter fritado hambúrguer, Bolsonaro mostra que Narciso acha feio o que não é espelho
A reforma da Previdência aprovada em primeiro turno não é a dos sonhos do superministro Paulo Guedes, mas ficou perto
É difícil acreditar que Bolsonaro seja esperto o suficiente para enganar as raposas do Centrão
É preciso ter estabilidade política, para que o mercado saiba quem decide. É preciso botar ordem na casa. Sem isso não se cresce
Houve uma vitória de grande porte na viagem de Bolsonaro: um enorme acordo de livre comércio entre a União Européia e o Mercosul
Os ministros decidiram não decidir: o julgamento ficou para agosto, depois do recesso judiciário. Com Lula preso
Publicidade
Por que punir a Odebrecht, se quem cometeu os atos de que todos sabemos não foram os prédios nem os funcionários, mas seus diretores?
É como pênalti no futebol: se é contra nosso time, é claramente uma má interpretação da jogada. Se é a favor, foi flagrante, indecente, bem marcado
Até o presente momento, Moro parece ter vencido politicamente a guerra que o Intercept iniciou
É bom lembrar que, sempre que se aproxima a reforma da Previdência, que incomoda altos funcionários, acontece alguma coisa que a impede
Por uma série de circunstâncias, Bolsonaro não parece ter percebido que navega a favor do vento
O Governo poderia ter exigido que a Vale não funcionasse como empresa privada na manutenção das barragens e na proteção dos que viviam na rota das águas
É desejável que os presidentes dos três Poderes tenham relacionamento harmonioso. Mas confraternizar ultrapassa os limites
Bolsonaro tomou café da manhã com os presidentes dos outros Poderes e todos decidiram apoiar uma agenda pelas reformas. Isso até uma nova troca de insultos
Os líderes do Governo estão brigados entre si e, às vezes, agem contra o Governo de que são líderes. O Governo perde todas, mas é assim que ganha
As manifestações do dia 26 podem ser um êxito, podem dar para o gasto, podem fracassar
Publicidade
Continua após publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.