Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tropas de Israel matam 20 pessoas em fronteira com Síria

Militares dispersavam protesto que marcou aniversário da derrota árabe na Guerra dos Seis Dias

Por Da Redação 5 jun 2011, 14h26

Pelo menos 20 pessoas morreram e 325 ficaram feridas, neste domingo, quando forças de segurança israelenses abriram fogo na fronteira síria para dispersar um protesto pró-palestinos. A manifestação marcou o aniversário da derrota árabe na Guerra dos Seis Dias, em 1967, informou a TV estatal da Síria.

Centenas de pessoas que agitavam bandeiras palestinas e sírias tentaram cortar uma cerca de arame farpado próxima a um campo de minas, perto da cidade de Majdal Shams, em Golã. Israel havia se comprometido a evitar neste domingo a repetição de um episódio semelhante, ocorrido no mês passado, em que diversos manifestantes cruzaram a fronteira. Na ocasião, mais de dez pessoas morreram.

Israel conquistou as Colinas de Golã da Síria em 1967, junto com a Cisjordânia, o leste de Jerusalém e a Faixa de Gaza.

Síria – Em incidentes separados, pelo menos 38 pessoas morreram entre sábado e domingo na região de Jisr al Chughur, no noroeste do país. De acordo com o grupo Observatório Sírio de Direitos Humanos, que tem sede em Londres, elas foram vítimas da repressão do regime do ditador Bashar Assad. Mais de 1.000 pessoas já morreram desde o início dos protestos contra o governo da Síria, em meados de março.

(Com agências France-Presse e Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade