Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Policiais e partidários do ex-presidente de Maldivas entram em choque

Por Ishara S. Kodikara 8 fev 2012, 10h17

Policiais e manifestantes favoráveis ao ex-presidente de Maldivas, Mohamed Nasheed, entraram em choque nesta quarta-feira em Malé, capital deste arquipélago do Oceano Índico.

Nasheed, que nesta quarta acusou seu sucessor, Mohamed Waheed, de estar envolvido em um golpe de estado que o obrigou a renunciar na terça-feira, estava entre os manifestantes, indicou a fonte.

Os manifestantes bradaram frases de apoio a Nasheed e jogaram pedras nas forças de ordem, que responderam com bombas de gás lacrimogêneo.

“Não vamos parar. Apenas vamos nos reunir e protestar em outro lugar”, disse Mohamed Abdullah, partidário do ex-presidente, do Partido Democrático de Maldivas (MDP), depois que a manifestação foi dispersada por policiais e soldados.

“Estas pessoas tomaram o poder!”, denunciava aos gritos outro manifestante.

Nasheed estava à frente da passeata que rumava para a praça central da capital para um encontro com dirigentes de seu partido, que adotou uma resolução classificando como ilegítimo o novo governo de Waheed.

Em uma entrevista exclusiva à AFP, o ex-presidente havia afirmado que foi forçado a renunciar por um grupo de policiais armados e oficiais das Forças Armadas.

Continua após a publicidade
Publicidade