Clique e assine a partir de 8,90/mês

Onda de ataques com carros-bomba deixa quase 50 mortos no Iraque

Atentados terroristas nas cidades de Bagdá e Hilla fizeram 49 vítimas fatais

Por Da Redação - 19 fev 2014, 07h33

Uma série de atentados terroristas nas cidades de Bagdá, capital do Iraque, e Hilla, na região central do país, deixou pelo menos 49 pessoas mortas nesta terça-feira. De acordo com a rede BBC, médicos do principal hospital de Hilla disseram que 35 corpos foram encaminhados ao local após a explosão de sete carros-bomba. Em Bagdá, outras catorze pessoas foram mortas após explosivos serem detonados em um distrito controlado pela maioria xiita do país.

Leia também:

‘Professor’ terrorista mata alunos em aula sobre bombas

Nenhum grupo assumiu a autoria dos ataques, mas as autoridades suspeitam que extremistas sunitas possam estar ligados às explosões. Em um dos ataques, o carro-bomba detonado pelos terroristas estava parado nas imediações de um ponto de ônibus, o que provocou a morte de cinco pessoas. A polícia comunicou que todos os atentados foram causados por veículos que estavam próximos de áreas comerciais ou de pontos de parada de transporte público, segundo a agência Associated Press.

As explosões ocorreram um dia após 23 pessoas morrerem em ataques realizados em Bagdá. As autoridades calculam que mais de 1.000 pessoas foram mortas em atentados terroristas só no mês de janeiro. A maioria dos crimes tinha como alvo os redutos xiitas e áreas de apoio ao governo do primeiro-ministro Nuri al-Maliki.

Saiba mais:

No Iraque, terrorismo mostra força e instabilidade persiste

A autoria dos últimos ataques no Iraque tem sido creditada ao grupo fundamentalista Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), que, após crescer à margem da Al Qaeda, se tornou uma das principais alianças de cunho jihadista da região. A influência dos guerrilheiros entre os radicais da comunidade sunita foi determinante para que os extremistas dominassem a cidade de Falluja, em janeiro deste ano. De acordo com a rede BBC, treze soldados iraquianos foram mortos nesta terça-feira em uma batalha isolada contra os insurgentes de Falluja.

Continua após a publicidade
Publicidade